José Roque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
José Roque
Nome completo Antônio José Roque da Silva
Nascimento 23 de março de 1964 (58 anos)
Nacionalidade  Brasileiro
Alma mater UNICAMP
Ocupação físico
Empregador(a) USP
CNPEM
Filiação Departamento de Física dos Materiais e Mecânica
Administração
Cargo professor
diretor-geral

Antônio José Roque da Silva, também conhecido como Zé Roque ou Roque da Silva, (23 de março de 1964) é um físico brasileiro. [1][2] Desde 12 de julho de 2018, José Roque é o diretor-geral do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) e chefe do projeto de construção do novo acelerador síncrotron brasileiro, o Sirius. [3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1986, José Roque da Silva concluiu a graduação em física pela Universidade Estadual de Campinas. No mesmo ano, ingressou no programa de pós-gradução em física na mesma universidade, sob orientação de José Inácio Cotrin Vasconcellos. [2] Finalizado o mestrado em 1989, Roque da Silva foi para a Universidade da Califórnia em Berkeley, onde obteve o título de doutor em física em 1994. [2][3]

A partir de 1998, passou a integrar o quadro de docentes da Universidade de São Paulo.

Panorama do Sirius

Entre 2009 e 2018, José Roque ocupou o cargo de diretor do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron e chefe do projeto de construção do novo acelerador síncrotron brasileiro, o Sirius. [4] Em 12 de julho de 2018, ele assumiu o posto de diretor-geral do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). [3]

Em 09 de maio de 2017, foi empossado como membro titular da Academia Brasileira de Ciências. [1]

Referências

  1. a b «Antonio José Roque da Silva – ABC». Consultado em 27 de janeiro de 2019 
  2. a b c «Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Antônio José Roque da Silva)». buscatextual.cnpq.br. Consultado em 27 de janeiro de 2019 
  3. a b c «CNPEM New Director General is sworn in – LNLS». www.lnls.cnpem.br. Consultado em 27 de janeiro de 2019 
  4. Região, Roberta SteganhaDo G1 Campinas e (18 de maio de 2016). «De laboratório a superlaboratório: 'Fizemos cada parafuso', diz diretor». Campinas e Região. Consultado em 28 de janeiro de 2019