Laboratório Nacional de Luz Síncrotron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) é uma instituição de pesquisa em física, biologia estrutural e nanotecnologia desenvolvendo projetos nas áreas de Física, Química, Engenharia, Meio Ambiente e Ciências da Vida. O laboratório projetado em 1983 entrou em funcionamento em 1997 e está localizado no Distrito de Barão Geraldo da cidade de Campinas, São Paulo.[1]

O LNLS possui um acelerador de partículas (um síncrotron) usado como fonte de luz que é o pioneiro desse gênero no Hemisfério Sul e foi projetado e construído no Brasil.

Fotografia panorâmica do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron.

O Novo laboratório de luz síncrotron 4G, será construído no mesmo local com inauguração prevista para 2019.[2] Nele ficará Sirius, o novo acelerador de partículas com 235 metros de diâmetro e com emitância de 0,27 nanômetros-radianos[3] .

Referências

  1. Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). LNLS: uma história de sucesso. Visitado em 9 de abril de 2011.
  2. Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Novo laboratório de luz síncrotron deve começar a operar em 2019. Visitado em 4 de setembro de 2014.
  3. Novo acelerador de partículas será inaugurado em 2018, em Campinas Folha de S.Paulo (19 de janeiro de 2015). Visitado em 19 de janeiro de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.