Parque Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para procurar por Lagoa Isaura Teles Alves de Lima, veja Lagoa do Taquaral.
Parque Portugal
Vista do chafariz da lagoa, com a caravela ao fundo
Localização Sudeste
País  Brasil
Estado  São Paulo
Município Campinas
Endereço Av. Dr. Heitor Penteado, 1671
Tipo Público
Inauguração 5 de novembro de 1915 (101 anos)
Administração Prefeitura municipal de Campinas
Coordenadas 22° 52' 31" S 47° 03' 12" O
Parque Portugal está localizado em: Brasil
Parque Portugal
Localização no Brasil

O Parque Portugal (conhecido popularmente como Lagoa do Taquaral ou Parque Taquaral) é um parque no bairro do Taquaral, na Região Leste de Campinas, no estado de São Paulo, no Brasil. É o parque mais famoso da cidade. Junto com o Largo do Café e a Praça Arautos da Paz, forma a mais importante zona de lazer da cidade. O parque recebe diariamente milhares de pessoas, entre moradores da cidade e turistas, principalmente aos finais de semana. No verão, o parque chega a receber 50 000 visitantes em uma semana[carece de fontes?].

Dentre as atrações do parque, destacam-se sua grande lagoa, uma réplica da Caravela Anunciação, uma linha de bonde elétrico e uma concha acústica, além de pista de saibro para caminhada, ciclovia, cartódromo, quadras de futebol, basquete, vôlei e hóquei e uma ampla área verde. Aos domingos, entre 6 e 13 horas, a avenida ao redor do parque é fechada para veículos, ficando destinada ao ciclismo e lazer.

História[editar | editar código-fonte]

O local era parte integrante da antiga Fazenda Taquaral; foi cedido à Prefeitura Municipal em 1950, quando recebeu o nome de Parque Portugal, em homenagem à grande comunidade lusitana de Campinas (lei 356, de 14 de julho de 1950). O entorno da lagoa permaneceu praticamente abandonado até 1969, quando o prefeito Orestes Quércia aprovou o projeto de construção de um grande complexo de lazer no local.

O projeto incluía um ginásio de esportes, balneário, estacionamentos, área de piquenique e a atração maior: uma réplica da Caravela Anunciação, de Pedro Álvares Cabral. O parque foi oficialmente inaugurado em 5 de novembro de 1972.

No ano de 2007 foi eleito pelo jornal Correio Popular e página de Internet Cosmo OnLine como umas das 7 maravilhas.[1]

Em 2008, a caravela afundou, devido à falta de manutenção e às chuvas torrenciais que atingiram-na neste ano. De acordo com a prefeitura municipal de Campinas, a réplica recebia em torno de 2.000 visitas por final de semana[carece de fontes?].

Em setembro de 2014, foi entregue a restauração da Caravela. O navio foi atracado fora d'água, encaixado em um deque de madeira com cerca de 60 metros de extensão por cinco metros de largura onde foram instalados bancos e floreiras. Bonecos, confeccionados pelo artista Jésus Sêda, representando tripulantes que compõem esse tipo de embarcação, estão espalhados pelo navio onde permanecerão definitivamente. Todo o trabalho de restauro foi feito de forma artesanal, com a utilização de madeiras nobres como garapeira, ipê e cumaru, por carpinteiros da Prefeitura de Campinas que montaram a Nau peça a peça sob a coordenação de engenheiros e arquitetos. O custo da obra foi de R$ 960 mil.[2]

Atrações do Parque[editar | editar código-fonte]

  • Bonde Elétrico: o parque possui uma linha ferroviária com 3 km de extensão onde circulam 4 bondes elétricos modelo "cara-dura", que foram utilizados no sistema de transporte público da cidade entre 1912 e 1968. É um dos primeiros bondes turísticos do Brasil. A rede elétrica é alimentada por uma tensão de 600 volts; os bondes são de fabricação americana, das marcas General Electric e White Westinghouse, fabricados entre 1895 e 1905.
  • Concha Acústica (Auditório Beethoven): é uma réplica da concha do Parque de Lincoln, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Inaugurada em 11 de dezembro de 1976, possui um palco de 140 metros quadrados, envolvido por uma laje de concreto em forma de concha com 14 metros de altura. O auditório tem capacidade para abrigar até 2 000 pessoas.
  • Réplica da Caravela Anunciação: réplica da nau de Pedro Álvares Cabral. A visitação é aberta aos sábados, domingos e feriados da 8h às 12h e das 14h às 18h. Durante a semana ficará disponível para atender a agendamento de escolas.[3]
  • Biblioteca Guy-Christian Collet: é o maior centro de estudos da América Latina sobre cavernas, com um acervo de 10 mil revistas, 1,5 mil livros e 1 mil mapas.[4]
  • Prática de Esportes: existem diversas opções de áreas para quem deseja praticar esportes no parque, entre elas estão quadras poliesportivas, campos de futebol, pista de skate, pista de patinação, quadras de tênis e também uma academia de musculação. Porém a maior demanda do parque é a pista de terra com 2,75 km de percurso para corridas e caminhadas.[7]

Galeria de Fotos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. As 7 maravilhas de Campinas Viracopos - Portal de Serviços, acesso em 15 de novembro de 2015.
  2. http://www.campinas.sp.gov.br/noticias-integra.php?id=24674 Restaurada, caravela volta a integrar paisagem da Lagoa do Taquaral
  3. http://www.campinas.sp.gov.br/noticias-integra.php?id=24674 Restaurada, caravela volta a integrar paisagem da Lagoa do Taquaral
  4. G1 Campinas e Região (23 de março de 2012). «Maior biblioteca da América Latina sobre cavernas reabre em Campinas». G1.com.br. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  5. rio2016.com (28 de novembro de 2016). «Ginásio de Esportes do Taquaral». rio2016.com. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  6. GloboEsporte.com (29 de abril de 2014). «Patrocinador encerra investimento, e Campinas deve fechar as portas». GloboEsporte.com. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  7. Onde Correr (28 de novembro de 2016). [hhttp://ondecorrer.com/corrida/lagoa-do-taquaral/ «Lagoa do Taquaral»]. Onde Correr. Consultado em 28 de novembro de 2016. 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]