Nova Aparecida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nova Aparecida
  Distrito do Brasil  
Vila Padre Anchieta, parte central do distrito
Vila Padre Anchieta, parte central do distrito
Localização
Estado  São Paulo
Município Campinas
História
Criado em 28 de fevereiro de 1964 (57 anos)
Características geográficas
Área total 12,559 km²
População total (2010) 33 763 hab.
Outras informações
Limites Norte/Nordeste: Barão Geraldo
Leste/Sul: Campinas
Sudoeste: Hortolândia
Noroeste: Sumaré

Nova Aparecida é um distrito do município brasileiro de Campinas, sede da Região Metropolitana de Campinas, no interior do estado de São Paulo[1][2].

História[editar | editar código-fonte]

Atualmente o seu centro é a Vila Padre Anchieta, bairro criado pela COHAB no final dos anos 70, com as primeiras casas sendo concluídas em 1980 e os apartamentos entre 1981 e 1982[3][4].

Formação administrativa[editar | editar código-fonte]

  • Distrito criado pela Lei n° 8.092 de 28/02/1964, com sede no bairro Jardim Aparecida e com território desmembrado do 2º Subdistrito (Santa Cruz) do distrito da sede do município de Campinas[5][6][7].
  • O Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais do distrito foi extinto pela Resolução nº 1 de 29/12/1971 do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, e seu acervo foi recolhido ao cartório do 2º subdistrito (Santa Cruz) da sede do município de Campinas[8][9].

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a aproximadamente 10 km do Centro da cidade, sendo acessível pelas rodovias Anhanguera, D. Pedro I e Campinas-Monte Mor. A parte oeste do distrito está conurbada com os municípios de Sumaré e de Hortolândia.

População[editar | editar código-fonte]

Pelo Censo 2010 (IBGE) a população total do distrito era de 33 763 habitantes, e a população urbana também era de 33 763 habitantes[10].

Área territorial[editar | editar código-fonte]

A área territorial do distrito é de 12,559 km²[11].

Bairros[editar | editar código-fonte]

  1. Jardim Aparecida
  2. Núc. Res. Princesa D'Oeste
  3. Vila Lunardi
  4. Vila Padre Anchieta
  5. Vila Renascença
  6. Vila Réggio
  7. Vila San Martin
  8. Parque Cidade Campinas
  9. Beira Rio I
  10. CDHU Campinas F
  11. Edivaldo Orsi
  12. Núcleo Residencial Chácara Anhanguera
  13. Mendonça
  14. Residencial Padre Josimo
  15. Núcleo Residencial Parque Pinheiros
  16. Núcleo Residencial Parque Família
  17. Parque Maria Helena
  18. Núcleo Residencial Renascença
  19. Núcleo Residencial Rosália I
  20. Núcleo Residencial Rosália II
  21. Núcleo Residencial Rosália IV
  22. Núcleo Residencial São Luís
  23. Núcleo Residencial Sete de Setembro
  24. Três Marias
  25. Vila San Francisca
  26. Núcleo Residencial Vila Olímpia
  27. Jardim Mirassol
  28. Vila Penteado
  29. Núcleo Residencial Boa Vista
  30. Núcleo Residencial Chico Amaral
  31. Núcleo Residencial Parque Shallon I
  32. Núcleo Residencial Parque Shallon II
  33. Núcleo Residencial Parque Shallon III
  34. Núcleo Residencial Parque Universal I
  35. Núcleo Residencial Parque Universal II
  36. Núcleo Residencial Parque Universal III

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

O distrito compreende uma infraestrutura completa, que permite que seus moradores e visitantes desfrutem de praticidade e comodidade, sem ter que se retirar da região onde reside ou trabalha. Possui a maior parte de estabelecimentos e afins nos bairros Jardim Aparecida e Vila Padre Anchieta.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

No setor de telefonia o distrito era atendido pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que inaugurou a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi vendida para a Telefônica, que em 2012 adotou a marca Vivo para suas operações[12].

Escolas[editar | editar código-fonte]

  • E.E. Profº Messias Gonçalves Teixeira
  • E.E. Profº Marcelino Velez
  • E.E. Profº Dr. Paulo Mangabeira Albernaz
  • E.E. Miguel Vicente Cury
  • E.E. Profº João Fiorelo Riginato
  • E.E. Jornalista Roberto Marinho

Creches[editar | editar código-fonte]

  • CEMEI Brasilia Byngton Egídio Martins
  • CEMEI Sonia Lenita Galdino Torrezan Camara
  • CEMEI irmã Joana Kallajian
  • EMEI Prof Jorge Leme

Segurança Pública[editar | editar código-fonte]

  • 8º Distrito Policial
  • Base Polícia Militar – Padre Anchieta
  • Corpo de Bombeiros e Base Comunitária da Polícia Militar

Saúde[editar | editar código-fonte]

  • Centro de saúde Vila Padre Anchieta

Lazer[editar | editar código-fonte]

  • Praça da Integração (Mini Ramp)
  • Clube Municipal João Carlos de Oliveira “João do Pulo”
  • Campo de Futebol "Sete Cores"

Órgãos Públicos[editar | editar código-fonte]

  • Agência de Atendimento Nova Aparecida (SANASA)
  • Subprefeitura Nova Aparecida
  • Agência de Correios Padre Anchieta

Entretenimento[editar | editar código-fonte]

  • Espaço Cultural Maria Monteiro

Economia[editar | editar código-fonte]

O distrito também conta com uma variedade de pequenas indústrias e de médio porte que fortalecem o distrito economicamente. Isso se dá pelo fácil acesso ao distrito por rodovias o que atrai empresas a se fixarem no local.

Religião[editar | editar código-fonte]

Igrejas Evangélicas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Nova Aparecida

Referências

  1. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  2. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  3. SANTOS, João Henrique dos (2008). «MORADIA POPULAR EM CAMPINAS: um estudo do Conjunto Habitacional Edivaldo Antônio Orsi» (PDF). Faculdade de Geografia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Consultado em 1 de setembro de 2020 
  4. CAMPINAS (município). «Plano Local de Gestão - Macrozona 9» (PDF). Secretaria Municipal de Planejamento. p. 65. Consultado em 1 de setembro de 2020 
  5. «Comissão de Divisão Administrativa e Judiciária - Relação Geral de Processos - 1963» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  6. «Lei n° 8.092, de 28/02/1964». www.al.sp.gov.br. Consultado em 7 de março de 2021 
  7. «Campinas - histórico». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  8. «Resolução nº 1, de 29/12/1971» (PDF). www.imprensaoficial.com.br. Consultado em 7 de março de 2021 
  9. «Arpen-SP disponibiliza cadastro estadual de acervos anexados e lista de localização de antigos municípios - 13/04/2008». ARPEN-SP. Consultado em 7 de março de 2021 
  10. «IBGE | Censo 2010 | Sinopse por Setores». censo2010.ibge.gov.br. Consultado em 7 de março de 2021 
  11. «Organização do território | IBGE». www.ibge.gov.br. Consultado em 7 de março de 2021 
  12. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  13. «Igreja Evangélica Assembléia de Deus Campinas». www.adcamp.org.br. Consultado em 29 de março de 2021 
  14. «Campos Eclesiásticos». CONFRADESP. 10 de dezembro de 2018. Consultado em 28 de março de 2021 
  15. «História da Assembleia de Deus». www.adadamantina.com.br. Consultado em 26 de março de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]