Swift (Campinas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Swift é um bairro da Região Sul de Campinas, tendo ao norte o Jardim Proença e o Jardim Ouro Branco, a leste o Jardim Santa Eudóxia e a oeste e ao sul está a Vila Joaquim Inácio.

História[editar | editar código-fonte]

O nome do bairro vem de um antigo complexo industrial, o então Distrito Industrial de Campinas [1], instalado a partir da década de 1940, cuja fábrica mais conhecida foi a Swift, mas entre outras, havia também empresas como a Coca-Cola, a Matarazzo, a Rações Anhanguera, etc. Sua localização era estratégica: no quilômetro 40 da linha-tronco da Cia. Paulista de Estradas de Ferro era atendida por uma cabine de controle e um ramal férreo[1]. A partir da década de 1980, as indústrias começaram a sair do bairro, reflexo do êxodo industrial que atingiu Campinas por muitos anos[2].

A partir da década de 1990, o bairro começou a passar por transformações: em 1990 foi inaugurado o hipermercado Extra Abolição a primeira unidade da marca a ser construída com esse fim[3] e alguns depois a chegada de uma unidade da Universidade Paulista (Unip) deram à região à conformação que possui hoje.

No início da década de 2010, a chegada de vários empreendimentos imobiliários começou a impactar profundamente o trânsito na região[4], já comprometido no horário de pico pela presença da universidade, com a municipalidade realizando um novo plano viário para a região[5], com a criação de uma nova rotatória e outras mudanças viárias no entorno. Todavia, até o presente momento, os problemas de circulação continuam, com uma média de 12 mil veículos circulando no horário de pico, ainda sem a implantação de todas as alterações necessárias[6].

Serviços[editar | editar código-fonte]

  • Concessionária
  • Hipermercado
  • Universidade

Vias principais[editar | editar código-fonte]

  • Rua da Abolição
  • Avenida Comendador Enzo Ferrari
  • Rua Engenheiro Augusto de Figueiredo
  • Rua Martinho Calsavara (antiga Travessa A)[7]

Referências

  1. a b Estações Ferroviárias. «Samambaia». Consultado em 25 de maio de 2013 
  2. Movimento Emancipa Barão. «O êxodo industrial campineiro». Consultado em 25 de maio de 2013 
  3. Grupo Pão de Açúcar. «Extra - nossa marca». Consultado em 25 de maio de 2013 
  4. Correio Popular (12 de outubro de 2011). «Ocupação de prédios exige plano viário para o Swift». 12/10/2011. Consultado em 25 de maio de 2013 
  5. Edgard de Oliveira Jr. - Prefeitura Municipal de Campinas (27 de setembro de 2012). «Intervenções viárias melhoram o trânsito no Swift». Consultado em 25 de maio de 2013 
  6. G1 - Campinas e Região (1 de março de 2013). «Impasse atrasa obras de melhorias do trânsito no Swift em Campinas». Consultado em 25 de maio de 2013 
  7. LEXML. «Lei Municipal 10.133 de 18/06/1999». Consultado em 25 de maio de 2013