Hospital de Clínicas da Unicamp

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde julho de 2016).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hospital
HC Unicamp
Vista parcial do HC da Unicamp
Nome completo Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas
Localização Campinas
 São Paulo
 Brasil
Fundação 10 de outubro de 1985 (32 anos)
Sistema de saúde SUS
Financiamento SUS + UNICAMP
Tipo Público
Universidade afiliada Universidade Estadual de Campinas
Leitos 856
Especialidades Diversas
Site www.hc.unicamp.br
editar

O Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (HC Unicamp), localizado dentro do campus da Universidade Estadual de Campinas, é um dos hospitais do complexo hospitalar ligado à Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, sendo considerado um centro de referência em diversas especialidades médicas, possuindo excelência reconhecida nacionalmente.

Atualmente, o HC conta com uma área construída de 65.000,00 m². São mais de 4.000 m² em corredores distribuídos em sete blocos interligados por onde circulam mais de 10.000 pessoas diariamente. Juntamente com os demais hospitais, o Complexo hospitalar da FCM-UNICAMP soma mais de 820 leitos, todos do SUS,[1] configurando entre os maiores complexos hospitalares do país.

Esse hospital tem como objetivo a promoção do ensino e da pesquisa, atuando como suporte no ensino e treinamento a residentes e estudantes dos cursos de graduação e pós-graduação de medicina e enfermagem da própria Unicamp e de outras instituições conveniadas.

Atendimento[editar | editar código-fonte]

Considerado um hospital complexo e de grande porte, todos os atendimentos são realizados gratuitamente, com verba proveniente do SUS.[2]

  • Capacidade ocupacional: 403 leitos
  • Centro Cirúrgico Geral: 16 salas
  • Centro Cirúrgico Ambulatorial: 08 salas
  • Centro Cirúrgico Emergência (UER): 01 sala
  • Unidade de Terapia Intensiva Adultos: 37 leitos
  • Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica: 10 leitos
  • Unidade de Terapia Intensiva Transplantes: 11 leitos (em fase de licitação)
  • Unidade Coronariana
  • Recuperação anestésica Centro Cirúrgico Geral: 08 leitos
  • Pré anestesia Centro Cirúrgico Geral: 08 leitos
  • Consultórios atendimento ambulatorial: 153 consultórios
  • Salas de procedimentos ambulatórios: 31 salas
  • Observação adultos
  • Observação pediátrica
  • Reanimação cardiorrespiratória UER: 01 sala (Adulto e pediátrica)
  • Laboratórios
  • Anfiteatro: 02
  • Salas de aula: 20 salas
  • Salas de reunião: 25 salas

Também são realizadas cirurgias para transplantes de diversos órgãos.

Especialidades[editar | editar código-fonte]

A atuação de docentes altamente qualificados possibilita que sejam realizadas assistências em diversas especialidades médicas ambulatoriais, que se dividem em cerca 580 subespecialidades.

Dentre essas especialidades destacam-se:

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências