La Bayamesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Hino Nacional de Cuba

Hino Nacional  Cuba
Letra Perucho Figueredo, 1868
Composição Perucho Figueredo, 1867
Adotado 1902

La Bayamesa é o hino nacional de Cuba. Em 1867, o patriota Perucho Figueredo compôs a música do hino, e mais tarde, em 1868, quando as tropas independentistas tomaram a cidade de Bayamo (localizada atualmente na província Granma) o próprio Figueredo escreveu a letra.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

Em 20 de outubro de 1868, as forças cubanas conseguiram a capitulação das autoridades coloniais espanholas em Bayamo, o povo jubiloso cercou Figueredo e pediu-lhe que escrevesse um hino com a melodia que cantavam. Na sela do cavalo, Figueredo escreveu a letra do hino, mais longa que a versão oficial atual. Figueredo foi capturado e executado pelos espanhóis dois anos depois. Pouco antes de o pelotão de fuzilamento receber o comando de incêndio, Figueredo gritou a frase de sua canção: "Morir por la Patria es vivir" (em português: "Morrer pela pátria é viver").[1]

Oficialmente adotado por Cuba como seu hino nacional em 1902, foi mantido mesmo após a revolução de 1959. O compositor cubano Antonio Rodriguez-Ferrer, foi o compositor das notas musicais introdutórias ao hino nacional cubano.[2]

Referências

  1. «October 20: Cuban Culture Day». www.radiohc.cu (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2020 
  2. «Symbols of the cuban nation». www.nacion.cult.cu. Consultado em 7 de dezembro de 2020 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre La Bayamesa
Ícone de esboço Este artigo sobre um hino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.