Lars Gustafsson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lars Gustafsson
Lars Gustafsson em Gotemburgo em 2015
Data de nascimento 1936
Local de nascimento Västerås
Nacionalidade Suécia Sueco
Data de morte 3 de abril de 2016
Ocupação Poeta, romancista, e filósofo
Magnum opus A Morte de um Apicultor
Prémios Prémio Bellman (1990)

Prémio Pilot (1996)

Página oficial http://larsgustafssonblog.blogspot.com/
Gustafsson 2012

Lars Gustafsson (Västerås, 1936 - 3 de abril de 2016) foi um poeta, romancista e filósofo sueco. Foi um dos escritores suecos mais prolíficos, estando as suas obras traduzidas em 15 línguas. A poesia de Lars Gustafsson tem uma tonalidade mística e filósofica.[1] Um tema recorrente na prosa de Lars Gustafsson é o papel da linguagem na percepção da realidade social.

Bibliografia selecionada[editar | editar código-fonte]

Prosa[editar | editar código-fonte]

  • Sigismund (1976) - com tradução para português: Sigismundo (1990) [2]
  • En biodlares död (1978) - com tradução para português: A Morte de um Apicultor (2001) [3]
  • Sprickorna i muren (1984)
  • Bernard Foys tredje rockad (1986)
  • En kakelsättares eftermiddag (1991) - com tradução para português: A tarde de um Ladrilhador (1994) [4]
  • Historien med hunden (1993) - com tradução para português: História com cão (1996) [5]
  • Tjänarinnan (1996) - com tradução para português: A amante colombiana (2001) [6]
  • Dekanen (2003)
  • Fru Sorgedahls vackra vita armar (2008)

Poesia[editar | editar código-fonte]

  • Ballongfararna (1962)
  • Världens tystnad före Bach (1982)
  • En tid i Xanadu (2002)

Prémios e distinções[editar | editar código-fonte]

Cronologia biográfica[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]