Les Alyscamps

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Les Alyscamps (F569)
Autor Vincent van Gogh
Data 1888
Género Pintura
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 92  × 73,5 cm 
Localização Coleção privada
Les Alyscamps (F568)
Autor Vincent van Gogh
Data 1888
Género Pintura
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 92  × 73,5 cm 
Localização Coleção Basil P. e Elise Goulandris, Lausana, Suíça

Les Alyscamps é um par de pinturas de Vincent van Gogh, produzido em 1888 em Arles, França. As telas retratam cenas de outono no Alyscamps e foram pintadas na companhia de Paul Gauguin. Van Gogh fez também outro par de telas no local, Vallende bladeren (Les Alyscamps), enquanto que Gauguin produziu seu próprio par com o mesmo tema.

Les Alyscamps[editar | editar código-fonte]

Após meses de troca de cartas, Paul Gauguin decidiu ir até Arles em outubro de 1888 para visitar o amigo Van Gogh. Na época, ambos estavam interessados em pintar "paisagens não-naturalistas". Os dois artistas então visitaram os Alyscamps, um espaço público que servira de necrópole na Roma Antiga, construída fora das muralhas da cidade. Com o passar do tempo, teve seu terreno tomado por fábricas e pela ferrovia, restando a Allee des Tombeaux, (aleia das tumbas), um caminho ladeado por álamos que leva a uma capela romanesca.[1] O logradouro era então conhecido como o "caminho dos amantes".

Os pintores visitaram o local logo quando Gaguin chegou em Arles e lá buscaram retratam cenas casuais. Os casais que faziam passeios românticos ao anoitecer atraíram particularmente a atenção de ambos.[2] Gaguin pintou apenas duas telas, enquanto que Van Gogh produziu ainda um par adicional.[3]

Leilões[editar | editar código-fonte]

Uma das pinturas foi leiloada em novembro de 2003 por 11 767 500 dólares em Nova Iorque, embora se previsse que o preço chegaria a doze milhões ou até dezoito milhões.[3] A outra tela foi vendida em 5 de maio de 2015 por 66,3 milhões de dólares.[4][2]

Outras pinturas de Van Gogh em Alyscamps[editar | editar código-fonte]

Van Gogh fez outro par de pinturas Les Alyscamps:

Pinturas de Gauguin[editar | editar código-fonte]

Para suas pinturas em Alyscamps, Gauguin escolheu um ponto de visão diferente do de Van Gogh, excluindo qualquer referência às antigas tumbas.[5]

Referências

  1. Gayford, M (2006). The Yellow House: Van Gogh, Gauguin, and Nine Turbulent Weeks in Arles. [S.l.]: Penguin. pp. 57–58. ISBN 0-670-91497-5 
  2. a b «L'Allée des Alyscamps». sothebys.com. Sotheby's. Consultado em 23 de julho de 2017 
  3. a b «Vincent van Gogh (1853-1890), L'allée des Alyscamps, Lot details». Sold paintings. Christie's. 2011. Consultado em 23 de julho de 2017 
  4. «Vincent van Gogh Painting Sells for $66.3 Million». Sold paintings. WABC Eyewitness News. Consultado em 5 de maio de 2015 
  5. «Les Alyscamps». Collections, artist Paul Gauguin, Les Alyscamps. Museu de Orsay. 2006. Consultado em 8 de maio de 2011