Lihir

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Lihir
Niolam
Lihir está localizado em: Papua-Nova Guiné
Lihir
Localização da ilha de Lihir na Papua-Nova Guiné
3° 8' S 152° 36' E
Geografia física
País Papua-Nova Guiné
Província Nova Irlanda
Arquipélago Bismarck
Geologia Ilha vulcânica
Ponto culminante 700 m
Largura 14.7 km
Comprimento 22 km
Geografia humana
População estimada em 2007 18 000
Principal povoação Londolovit

A Ilha Lihir (ou Ilha Niolam ) é uma ilha da Papua-Nova Guiné, a maior do grupo insular Lihir, do qual fazem também parte as ilhas Mali, Mahur, Masahet e Sanambiet, entre outras menores. A ilha tem uma extensão de 22 x 14,5 km e fica a nordeste da província de Nova Irlanda da Papua-Nova Guiné, junto à Melanésia, a cerca de 900 km a nordeste de Port Moresby. A precipitação anual de chuvas é da ordem de 4 800 mm e as temperaturas variam entre 19 e 35ºC.

As ilhas formam um conjunto de estratovulcões basálticos que se elevam 700 m acima do nível do mar. Os vulcões não estão hoje em atividade, mas ainda pode ser percebida a presença de atividade geotérmica. A ilha Lihir está localizada num ponto da zona de subducção da placa tectônica do Pacífico com a placa do mar de Bismarck].[1] A dita subducção se concluiu há cerca de 10 milhões de anos com a colisão do Planalto oceânico de Java com essa subduccção.[2]

População[editar | editar código-fonte]

A população total nas Lihir cresceu de 12 570 em 2000 para 18 000 em 2007 (conf. Censo da Papua-Nova Guiné). São pessoas de origem melanésia e seu estilo de vida é de subsistência. Os lihirenses seguem um sistema de crenças tradicional local, embora os dados oficiais indiquem 99% de cristãos, sendo a maioria de denominação católicos. A maior parte dos povoados fica no litoral, embora se acredite que no passado o interior das ilhas era mais povoado, mas as pessoas se mudaram para as costas convencidas pelos missionários.

Economia[editar | editar código-fonte]

O principal recurso econômico de Lihir é sua mina de ouro, operada pela “Newcrest Mining Limited”, que apresenta uma das maiores reservas do mundo, cerca de 40 milhões de onças. A mina fica na área de maior atividade geotérmica e para poder permitir sua operação forma feitos grandes aberturas para o solo para liberar a pressão subterrânea.

Os gases de exaustão são parcialmente utilizados para operar uma usina termoelétrica de 56 MW, que abastece 75% da energia elétrica necessária à mina. Há propostas para aumentar essa capacidade geradora para alimentar toda essa mineração.

O maior assentamento em Lihir é Londolovit, onde a maioria dos trabalhadores (oriundos de outros locais) da mina vive. Os maiores recursos de compras e de saúde ficam nesse local. O hospital local tem plenos recursos para atender a todos habitantes da ilha, locais ou estrangeiros. Uma pista com dimensão suficiente para receber jatos fica em Kunaye, ao norte de Londolovit, at Kunaye. É prevista para o caso de ocorrência de doenças tropicais, tais como as causadas por mosquitos como a malária.

A propriedade de terras segue os modelos antigos e tradicionais, com as terras pertencendo a clãs. Nesse aspecto, a sociedade é fortemente matriarcal com as propriedades sendo transmitidas pelas gerações de mulheres. As propriedades não podem ser vendidas e os direitos de uso são garantidos.

Referências

  1. "osu"«Submarine Volcanoes». Department of Geosciences, Oregon State University. Consultado em 9 de março de 2011 
  2. McInnes, Brent I. A.; Jannene S. McBride, Noreen J. Evans, David D. Lambert and Anita S. Andrew (15 de outubro de 1999). «Osmium Isotope Constraints on Ore Metal Recycling in Subduction Zones». AAAS. Science. 286 (5439): 512–516. doi:10.1126/science.286.5439.512 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]