Luís Gonzaga Nogueira Marques

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luís Marques
Replace this image male.png
Luís Marques
Prefeito Fortaleza Fortaleza
Período 1978-1979
Antecessor Evandro Ayres de Moura
Sucessor Lúcio Alcântara
Deputado federal  Ceará
Período 1987-1991
Dados pessoais
Nascimento 7 de julho de 1937 (81 anos)
Bandeira desconhecida Tauá, CE
Alma mater Universidade Federal do Ceará
Cônjuge Maria Lúcia Marques
Partido PFL
Profissão engenheiro civil

Luís Gonzaga Nogueira Marques (Tauá, 7 de julho de 1937) é um engenheiro civil e político brasileiro que foi deputado federal pelo Ceará.[1]

Dados biográficos[editar | editar código-fonte]

Filho de Joel Marques e Maria Alexandrino Nogueira Marques. Formado em Engenharia Civil em 1962 à Universidade Federal do Ceará, trabalhou no departamento de obras vinculado à reitoria da instituição até ingressar na iniciativa privada um ano depois.[1] Após trabalhar no Departamento Nacional de Obras de Saneamento (DNOS), foi chamado a trabalhar na Secretaria de Viação e Obras Públicas do Ceará no primeiro governo Virgílio Távora ocupando diferentes cargos de direção na mesma na gestão deste e na de Plácido Castelo.[nota 1] Durante o governo Adauto Bezerra foi superintendente de Obras Públicas e depois foi nomeado prefeito de Fortaleza pelo governador Valdemar Alcântara em 1978 em substituição a Evandro Ayres de Moura.[nota 2][2] Com o retorno de Virgílio Távora ao poder no ano seguinte, voltou a ocupar cargos em diferentes autarquias do estado.

Eleito deputado federal pelo PFL em 1986, participou da elaboração da Constituição de 1988,[3] embora tenha renunciado ao mandato em favor de Flávio Marcílio em 1990 a fim de assumir a direção-geral do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas após escolha do presidente Fernando Collor de Mello.[1] Desde então não disputou mais eleições. Em 2008 tornou-se um dos provedores da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza e cinco anos antes compôs a equipe responsável pela reforma no Palácio da Abolição.

Notas

  1. Sob Virgílio Távora foi diretor da divisão de material, diretor-geral do Serviço Estadual de Radiocomunicação e diretor da divisão de Estudos e Projetos do departamento de Obras Públicas, enquanto sob Plácido Castelo foi diretor do departamento de Edificações e Estruturas da Superintendência de Obras do estado.
  2. Adauto Bezerra assumiu o governo em 15 de março de 1975 e deixou o poder em 1º de março de 1978, e quanto à escolha dos prefeitos nas capitais brasileiras, esta acontecia nos termos do Ato Institucional Número Três desde 1966.

Referências

  1. a b c «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Luís Marques». Consultado em 19 de maio de 2016 
  2. Fortaleza terá novo prefeito (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 30/03/1978. Primeiro caderno, p. 09. Página visitada em 19 de maio de 2016.
  3. «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 19 de maio de 2016