Máquina frigorífica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde fevereiro de 2018).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Diagrama do ciclo de uma máquina frigorífica por compressão simples: 1) condensador, 2) válvula de expansão, 3) evaporador, 4) compressor.

Uma máquina frigorífica é um tipo de máquina térmica geradora que transforma algum tipo de energia, habitualmente mecânica, em energia térmica para obter e manter em um recinto uma temperatura menor que a temperatura exterior. A energia mecânica necessária pode ser obtida previamente a partir de outro tipo de energia, como a energia elétrica mediante um motor elétrico.

Atualmente, no Brasil, as empresas fornecedoras destes tipos de Máquinas costumam utilizar o nome em inglês: chillers como melhor definição. Sendo assim, na indústria, quando procurados, os equipamentos são principalmente indicados com o nome em inglês.

Esse tipo de equipamento é utilizado principalmente no resfriamento de água e ar em processos industriais, no entanto também pode ser utilizado em grandes estruturas de construção como shoppings, grandes lojas, supermercados, centros comerciais, edifícios e até mesmo em navios e grandes estruturas móveis. Na indústria é utilizado na produção de objetos de plástico no resfriamento de líquido para injeção, extrusão, sopro e outros. Além disso, também participa da carbonatação de bebidas no setor alimentício, resfriamento de óleo no setor mecânico (usinagem, brasagem, metalurgia, siderurgia) e muitos outros processos como os indicados abaixo:

  • Construção e contratação;
  • Indústrias Alimentícias;
  • Indústrias Farmacêuticas;
  • Indústrias do petróleo e gás, petroquímica e refinarias;
  • Hospitais;
  • Indústrias de Químicos e Derivados;
  • Mineração e tunelamento;
  • Equipamentos de telecomunicações e locais da torre de controle das células;
  • Indústrias de transformação de Plástico;
  • Indústria Metalomecânica;
  • etc.

Como saber qual o Chiller certo para o seu processo?[editar | editar código-fonte]

Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário ou apologético
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{ER|6|2=~~~~}}, regra nº 6 da eliminação rápida.
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão deste artigo (desde fevereiro de 2018).
Edit-delete-not encyclopedic3.svg
Este artigo ou parte de seu texto pode não ser de natureza enciclopédica.
Observações: contendo a opinião pessoal do autor, a redação é mais adequada a uma postagem em blog do que a um artigo enciclopédico. Vide página de discussão.
Favor adicionar a data dessa marcação, o que pode ser feito automaticamente substituindo essa predefinição por {{subst:não-enc}}.

Em processos industriais e hospitalares a capacidade varia de acordo com o processo, para resfriamento de ar ambiente pode variar de acordo com o espaço e equipamentos utilizados e para a analise do melhor equipamento para cada situação o mais apropriado é que se entre em contato com empresas fabricantes deste tipo de equipamento.

Atualmente no Brasil, para processos industriais, os compradores costumam buscar marcas como Helioterm, Atrimac, Grupo Friotec, Refrisat, dentre outras. Sendo que, as marcas nacionais costumam apresentar melhores condições de personalização de acordo com os processos, até por isso a preferência pelos produtos nacionais. Em grandes estruturas de construção, normalmente os Chillers utilizados são de maior capacidade, sendo assim, exigem projetos mais robustos e são normalmente produzidos em escala e de fábrica por grandes empresas internacionais como Carrier, Trane e York.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]