Márcio Theodoro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Márcio Theodoro
Informações pessoais
Nome completo Márcio Paraíso Theodoro
Data de nasc. 19 de fevereiro de 1968 (51 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro,  Brasil
Altura 1,87 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1990–1993
1994–1996
1996–1997
1997–2000
2000–2001
2001
2001–2004
Rio de Janeiro Madureira
Rio de Janeiro Botafogo
Portugal Marítimo
Portugal Vitória de Guimarães
Portugal Felgueiras
Portugal Vitória de Guimarães
Portugal Portimonense

21 (0)
26 (1)
80 (4)
16 (0)
13 (0)
90 (4)

Márcio Paraíso Theodoro (Rio de Janeiro, 19 de fevereiro de 1968) é um ex-futebolista brasileiro. Atuava como zagueiro.

Revelado pelo Madureira, integrou o elenco do Botafogo campeão brasileiro em 1995. Antes, pela decisão da Taça Guanabara, Márcio Theodoro ficaria lembrado por um lance bizarro[1]: ele tentou recuar a bola para o goleiro Wágner, mas deu a bola de presente a Romário, que marcou o gol do título. A torcida flamenguista "homenageou" o zagueiro, dizendo "Márcio, Te Adoro", em um trocadilho com seu sobrenome.

Em 1996, foi contratado pelo Marítimo, iniciando uma trajetória de 8 anos no futebol português, onde atuaria também por Vitória de Guimarães (2 passagens), Felgueiras e Portimonense, onde encerrou a carreira em 2004.

Já aposentado, Márcio passou a trabalhar com imóveis, atividade que gostava de exercer durante sua carreira. Quando estudava Engenharia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), abandonou os estudos para dedicar-se ao futebol.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Botafogo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Marcelo Barone (28 de janeiro de 2015). «Lembra dele? Márcio Theodoro: erro fatal e apelido rival que incomodava». GloboEsporte.com 
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.