Músculo tibial posterior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Músculo Tibial Posterior
Gray442.png
As bainhas mucosas dos tendões ao redor do tornozelo. Aspecto medial (tibialis posterior rotulado no centro superior).
Latim Musculus tibialis posterior
Origem Face Posterior da Tíbia e Fíbula, e membrana interóssea.
Inserção    Na tuberosidade do osso navicular, ossos cuneiformes e base do 2º ao 4º ossos metatarsais.
Vascularização
Inervação Nervo tibial
Ações Potente inversor da talocalcânea. Auxilia na flexão plantar talocrural. Eleva a margem medial do pé. Importante músculo na manutenção do arco longitudinal do pé.

O músculo tibial posterior é o principal músculo estabilizador da perna. O tibial posterior é o mais central de todos os músculos da perna e está localizado no compartimento posterior profundo da perna. O sangue é fornecido ao músculo pela artéria tibial posterior e a inervação é pelo nervo tibial.[1]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

O músculo tibial posterior se origina nas bordas posteriores internas da tíbia e da fíbula. Também está ligado à membrana interóssea, que se liga à tíbia e à fíbula.

O tendão do músculo tibial posterior (às vezes chamado de tendão tibial posterior) desce posterior ao maléolo medial e termina dividindo-se em componentes plantares, principais e recorrentes. A parte principal insere-se na tuberosidade do navicular e na superfície plantar do cuneiforme medial. A porção plantar insere-se nas bases do segundo, terceiro e quarto metatarsos, nos cuneiformes intermediário e lateral e no cubóide. A porção recorrente insere-se no sustentáculo do calcâneo.

Função[editar | editar código-fonte]

Além de ser um importante músculo e tendão para a estabilização, o tibial posterior também se contrai para produzir inversão e auxilia na flexão plantar do pé no tornozelo. O tibial posterior tem um papel importante no suporte do arco medial do pé. A disfunção do tibial posterior, incluindo a ruptura do tendão tibial posterior, pode levar a pés chatos em adultos, bem como uma deformidade.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mayo, Charles. Gray Anatomia. [S.l.]: Guanabara Koogan 
  2. Bubra, Preet Singh; Keighley, Geffrey; Rateesh, Shruti; Carmody, David (2015). «Posterior Tibial Tendon Dysfunction: An Overlooked Cause of Foot Deformity». Journal of Family Medicine and Primary Care. 4 (1): 26–29. ISSN 2249-4863. PMC PMC4367001Acessível livremente Verifique |pmc= (ajuda). PMID 25810985. doi:10.4103/2249-4863.152245 
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.