Marcello Troisi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marcello Troisi
Informações pessoais
Nome completo Marcello Troisi Moreira
Data de nasc. 9 de março de 1976 (42 anos)
Local de nasc. Santos,  São Paulo,  Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,82 m
Informações profissionais
Período em atividade 1994–2009
Posição Treinador (Ex-atacante)
Clubes de juventude
1988–1993 São Paulo Santos
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1994–1995
1996
1997
1997–1999
1999
2000
2001
2002
2002
2003
2004
2004
2004
2005
2005
2005
2006
2007
2007
2008
2008
2009
São Paulo Santos
São Paulo Corinthians
São Paulo Santo André
Grécia Edessaikos
Grécia Larisa
Grécia PAOK
Grécia Kilkisiakos
Brasil Prudentópolis
Mato Grosso União de Rondonópolis
Grécia Levadeiakos
Bolívia Oriente Petrolero
Maranhão Sampaio Corrêa
Arábia Saudita Al-Hait
São Paulo Matonense
Piauí Piauí
Paraná Umuarama
Minas Gerais Democrata-SL
Piauí Piauí
Maranhão Imperatriz
Pará Remo
São Paulo São Bernardo
Piauí Parnahyba



















Times/Equipas que treinou
2009–2010
2012
2013
2014
2015
2015
2016-2017
Grécia Levadeiakos
Rio de Janeiro Cabofriense
Piauí Piauí (gerente de futebol)
Albânia Partizani Tirana (gerente de futebol)
Albânia Kukësi(auxiliar-técnico)
Albânia Kukësi(treinador )
Albânia Kukësi

Fk Skanderbeu diretor esportivo ,2016/3017 FK Laci






Marcello Troisi Moreira (Santos, 9 de março de 1976) é um ex-futebolista brasileiro. Atuava como centroavante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Marcello Troisi começou sua história nas categorias de base do Santos. Em seguida, passou por Corinthians e Santo André.

Aos 21 anos, foi convidado a jogar na Grécia, onde atuou por 4 times (Edessaikos, Larisa, PAOK e Kilkisiakos). Retornou ao Brasil em 2002, quando foi contratado pelo Prudentópolis, transferindo-se posteriormente para o União de Rondonópolis.

Troisi ainda defendeu mais três clubes estrangeiros (Oriente Petrolero da Bolívia, Levadeiakos da Grécia e Al Hait da Arábia Saudita). Voltaria novamente ao futebol brasileiro em 2005 para jogar na Matonense. Defendeu ainda Piauí, Umuarama, Democrata-SL, Imperatriz, Remo, São Bernardo e Parnahyba, onde encerrou a carreira de jogador em 2009.

Desde 2009, atua como treinador de futebol, além de ter sido gerente no Piauí EC [1] e no Partizani Tirana da Albânia em 2014[2] Foi auxiliar-técnico no Kukësi, além de ter sido diretor-esportivo e treinador da equipe até novembro de 2015, quando foi contratado para atuar no maior time do país Skenderbeu como diretor em 2016 , na nova temporada 2016/2017 kF Laci e estará como treinador na equipe Pae Kalithea (Grecia )

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um futebolista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.