Mariss Jansons

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mariss Jansons
Jansons em 2015
Nome nativo Mariss Ivars Georgs Jansons
Nascimento 14 de janeiro de 1943
Riga, Letônia
Morte 30 de novembro de 2019 (76 anos)
São Petersburgo, Rússia
Nacionalidade letão
Cidadania União Soviética, Letônia, Rússia
Alma mater Conservatório de São Petersburgo, Universidade de Música e Performances Artísticas de Viena
Ocupação maestro
Prêmios Ordem do Mérito da Baviera, Artista do Povo da Rússia, Cruz de Cavaleiro Comandante da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha, Condecoração de Ouro por Serviços para a Cidade de Viena, Condecoração Austríaca de Ciência e Arte, Ordem das Três Estrelas, Ordem Maximiliana da Baviera para Ciência e Arte, Artista do Povo da República Socialista Federativa Soviética da Rússia, Artista Honorário da República Socialista Federativa Soviética da Rússia, Ordem Real Norueguesa do Mérito, Ordem do leão neerlandês, Prêmio de Música Léonie Sonning, Prêmio de Música Ernst von Siemens, Medalha de Hans von Bülow
Empregador Orquestra Real do Concertgebouw, Orquestra Sinfônica da Rádio Bávara, Orquestra Sinfônica de Pittsburgh, Orquestra Filarmônica de Oslo
Religião luteranismo
Causa da morte doença

Mariss Ivars Georgs Jansons (Riga, 14 de janeiro de 1943São Petersburgo, 30 de novembro de 2019) foi um maestro letão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mariss nasceu em 1943 em Riga, capital da Letônia. Cresceu na União Soviética como filho do maestro Arvid Jansons, estudando violino, viola e piano e completando sua formação musical em regência com altos prêmios no Conservatório de Leningrado. Outros estudos seguiram-se com Hans Swarovsky em Viena e Herbert von Karajan em Salzburgo. Em 1971, ganhou a competição de regência patrocinada pela Fundação Karajan em Berlim. Seu trabalho também foi significativamente influenciado pelo maestro russo Yevgeny Mravinsky, que contratou Mariss como sua assistente na Filarmônica de Leningrado em 1972. Nos anos seguintes, permaneceu fiel a essa orquestra, hoje renomeada como Filarmônica de São Petersburgo, como maestro regular até 1999, conduzindo a orquestra durante esse período em turnês pelo mundo. De 1971 a 2000, também foi professor de regência no Conservatório de São Petersburgo.[1]

Mariss morreu no dia 30 de novembro de 2019 aos 76 anos.[2][3]

Referências

  1. Warner Classics 2013.
  2. Leyrer, Georg (1 de dezembro de 2019). «Stardirigent Mariss Jansons laut lettischem Rundfunk gestorben». Kurier (em alemão). Consultado em 1 de dezembro de 2019 
  3. observador.pt. «Morreu o maestro letão Mariss Jansons». Consultado em 2 de dezembro de 2019 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Media relacionados com Mariss Jansons no Wikimedia Commons