Marius Petipa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Maio de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Marius Petipa
Nascimento 11 de março de 1818
Marseille
Morte 1 de julho de 1910 (92 anos)
Gurzuf
Sepultamento Cemitério Tikhvin
Cidadania França, Império Russo
Progenitores Pai:Jean-Antoine Petipa
Cônjuge Mariia Surovshchikova-Petipa, Lyubov Savitskaya
Filho(s) Marie Petipa
Irmão(s) Lucien Petipa
Alma mater Conservatório Real de Bruxelas
Ocupação dançarino, mestre de balé, coreógrafo, libretista, bailarino
Prêmios Ordem de Santa Ana, 2.ª classe, Ordem de São Vladimir, 4.ª classe, Ordem de Santo Estanislau, 3.ª classe, Ordem das Palmas Acadêmicas, Ordem da Coroa da Romênia
Empregador Teatro Bolshoi Kamenny

Marius Ivanovich Petipa em russo: Мариус Иванович Петипа ; Marselha, 11 de março de 1818Gurzuf, Crimeia, 14 de julho de 1910[1]) foi um bailarino, professor e coreógrafo russo nascido na França.

É considerado por muitos o "pai do balé clássico" e um dos mais influentes coreógrafos de todos os tempos.[carece de fontes?]

Seus trabalhos coreográficos mais conhecidos são:

O estilo de Petipa era grandioso e exigia bailarinos de grande virtuosismo técnico e talento dramático. Sob sua tutela, o balé de São Petersburgo tornou-se o melhor do mundo, e de sua escola saíram grandes bailarinos como Nijinsky, Ana Pavlova e Michel Fokine.

Está sepultado no Cemitério Tikhvin.

Referências

  1. Биография Arquivado em 3 de março de 2016, no Wayback Machine. в проекте Санкт-Петербургских захоронений