Marolo de Milão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Santo Marolo de Milão
Estátua de madeira de Marolo no coro da Catedral de Milão
bispo de Milão
Morte 23 de abril de 423 em Mediolano (atual Milão)
Veneração por Igreja Católica, Igreja Ortodoxa
Festa litúrgica 23 de abril
Gloriole.svg Portal dos Santos

Marolo (em latim: Marolus; m. 23 de abril de 423) foi um bispo de Mediolano (atual Milão) de 408 a 423. Ele é considerado santo pela Igreja Católica e sua festa ocorre em 23 de abril.

Vida[editar | editar código-fonte]

Segundo os escritos do começo do século VI do bispo de Pavia Magno Félix Enódio, Marolo nasceu às margens do Tigre, na Mesopotâmia.[1] Provavelmente devido às perseguições de Sapor II (r. 309–379), Marolo mudou-se antes de 380 para a Síria, onde cresceu. Ele mais tarde mudou-se para Roma, onde tornou-se amigo do papa Inocêncio I (r. 401–417), e finalmente para Mediolano (Milão), onde tornar-se-ia bispo em 408.[2]

Marolo foi bispo de Mediolano durante uma invasão da Itália pelos visigodos e ele ajudou as vítimas do ataque. Ele provavelmente teria levado para a cidade as relíquias dos santos Bábilas de Antioquia e Romano de Cesareia, anteriormente guardadas em Antioquia, e fundou uma igreja na cidade conhecida como Basílica do Concílio dos Santos ou Igreja de São Romano, atualmente não mais existente, próximo a Igreja de São Bábilas.[3] Marolo morreu em 23 de abril de 423 e foi enterrado na Igreja dos Santos Nazário Maior.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Venério
Bispo de Mediolano
408423
Sucedido por
Martiniano

Referências

  1. Ruggeri 1991, p. 14.
  2. «San Marolo di Milano» (em inglês). Consultado em 19 de maio de 2015. 
  3. «L'area sacra di Porta Orientale» (em inglês). Consultado em 19 de maio de 2015. 
  4. Cazzani 1996, p. 25.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cazzani, Eugenio (1996). Vescovi e arcivescovi di Milano. Milão: Massimo. ISBN 88-7030-891-X