Massacre de Virginia Tech

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Massacre de Virginia Tech
O Norris Hall, no câmpus da universidade.
Local Blacksburg, VA
 Estados Unidos
Data 15 de abril de 2021
07h15-9h51
Tipo de ataque Massacre, assassínio em massa
Arma(s) pistola Glock 19, Walther P22
Mortes 33 (incluindo o assassino)
Feridos 25

O Massacre de Virginia Tech[1] foi um assassinato em massa em ambiente escolar que ocorreu em 16 de abril de 2007 no Instituto Politécnico e Universidade Estadual da Virgínia (conhecido como Virginia Tech), em Blacksburg, Virgínia, Estados Unidos. Morreram 33 pessoas,[2] incluindo o atirador, e 21 pessoas ficaram feridas. É o mais mortífero ataque a uma universidade na história dos Estados Unidos e um dos mais mortíferos assassinatos em massa no país.[3]

Cho Seung-hui[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Cho Seung-hui

"Morri como Jesus, para inspirar fracos e indefesos". O perfil psicológico era o de um jovem com graves problemas de rejeição e depressão.[4]

Frente da Universidade de Virginia Tech (VT)

O atirador, Cho Seung-Hui no segundo dos dois ataques no campus do Instituto Politécnico e Universidade Estadual da Virgínia, na localidade de Blacksburg, era um estudante sul-coreano da instituição, revelou o presidente da universidade. Apesar de não dizer explicitamente que o estudante também foi o responsável pelo primeiro incidente, ele disse que não acredita que houve um segundo atirador.

O presidente norte-americano George W. Bush durante homenagem aos mortos no massacre.

Foram mortas duas pessoas num dormitório da universidade, West Ambler Johnston Hall. Duas horas depois invadiu o prédio da engenharia (Norris Hall) e matou outras trinta pessoas, para depois se suicidar com um tiro na cabeça. "Sabemos que era um asiático - no segundo incidente - um asiático que era residente em um de nossos dormitórios", disse o presidente (reitor) da Virginia Tech, Charles Steger, revelando pela primeira vez que o assassino era um estudante. O teste de balística posterior confirmou que a mesma arma foi usada para os dois ataques.[5]

O "Manifesto Multimídia"[editar | editar código-fonte]

No dia 18 de abril, a rede de TV americana NBC, recebeu uma encomenda enviada pelo atirador contendo um texto, fotos e vídeos nos quais chegou a comparar-se a Jesus.[6] O manifesto, batizado de "Manifesto Multimídia"[7] pela rede NBC, começou a ser produzido seis dias antes do massacre e foi enviado pelo próprio atirador às 9h01, no intervalo entre os eventos fatais.

Vítimas[editar | editar código-fonte]

Foto por satélite de Virgínia Tech. Em destaque, os locais onde foram disparados os tiros: Norris Hall e West Ambler Johnston Hall

Primeiro prédio (West Ambler Johnston Hall)[editar | editar código-fonte]

  • Emily J. Hilscher
  • Ryan Clark

Segundo prédio (Norris Hall)[editar | editar código-fonte]

Estudantes
  • Ross Abdallah Alameddine
  • Brian Bluhm
  • Austin Cloyd
  • Caitlin Hammaren
  • Jeremy Herbstritt
  • Rachael Elizabeth Hill
  • Matthew La Porte
  • Jarrett Lane
  • Henry Lee
  • Partahi Lombantoruan
  • Minal Panchal
  • Daniel Patrick O'Neil
  • Juan Ramon Ortiz
  • Daniel Pérez Cueva
  • Erin Peterson
  • Matthew Gwaltney
  • Julia Pryde
  • Mary Karen Read
  • Reema Joseph Samaha
  • Waleed Mohamed Shaalan
  • Leslie Sherman
  • Maxine Turner
  • Lauren McCain
  • Nicole White
Professores
  • Christopher Jamie Bishop
  • Jocelyne Couture-Nowak
  • Kevin Granata
  • Liviu Librescu (sobrevivente da segunda guerra mundial)
  • G. V. Loganathan

( Fazendo um total de 31 )

Impacto internacional[editar | editar código-fonte]

Após o massacre houve uma resposta internacional de surpresa, indignação, condolência e simpatia de vários países. Várias mensagens oficiais da Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Irã, Japão, México, Nicarágua, Paquistão, Filipinas, assim como do Papa Bento XVI.[8]

Notas e Referências

  1. «Folha Online - Mundo - Sul-coreano realizou massacre em campus; ato homenageia vítimas - 17/04/2007». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 15 de abril de 2021 
  2. S.A.P, El Mercurio (16 de abril de 2007). «Al menos 22 muertos dejó un tiroteo en la Universidad de Virginia Tech | Emol.com». Emol (em Spanish). Consultado em 15 de abril de 2021 
  3. observador.pt. «Tiroteio de Las Vegas». Consultado em 2 de outubro de 2017 
  4. «G1 > Mundo - NOTÍCIAS - "Morri como Jesus, para inspirar fracos e indefesos", disse atirador em vídeo gravado». g1.globo.com. Consultado em 15 de abril de 2021 
  5. Tom Regan (17 de abril de 2007). «Norris Hall shooter identified» (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2007 
  6. "Morri como Jesus, para inspirar fracos e indefesos", disse atirador em vídeo gravado - G1 - Globo.com
  7. «MSN | Outlook, Office, Skype, Bing, Breaking News, and Latest Videos». www.msn.com. Consultado em 15 de abril de 2021 
  8. «Papa denuncia a "tragédia absurda" na universidade americana - 17/04/2007 - UOL Últimas Notícias». noticias.uol.com.br. Consultado em 15 de abril de 2021 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Virginia Tech massacre

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: 33 mortes, 15 feridos na Universidade Virginia Tech