Tiroteio de Las Vegas Strip em 2017

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tiroteio na Las Vegas Strip em 2017
Las Vegas Strip shooting.svg
Local onde ocorria o festival de música e resort Mandalay Bay, de onde os tiros foram disparados.
Local Paradise, Nevada
Data 1 de outubro de 2017
22:08 (PDT; UTC−07:00)
Tipo de ataque Assassínio em massa
Arma(s) Armas de fogo
Mortes 60[1]
Feridos 500+
Alvo(s) Público num concerto
Responsável(is) Stephen Paddock[2]

O Tiroteio de Las Vegas Strip em 2017 foi um episódio de assassinato em massa ocorrido em Paradise, na área conhecida como Las Vegas Strip, na Região Metropolitana de Las Vegas, no estado de Nevada, Estados Unidos. No momento do ataque, o cantor country Jason Aldean fazia uma apresentação.

Com 60 mortos (incluindo o atirador) e mais de 500 feridos, foi o pior tiroteio em massa da história recente dos Estados Unidos,[3][4][5] ultrapassando o número de vítimas mortais do massacre de Orlando, na Flórida, em 2016.

Tiroteio[editar | editar código-fonte]

Por volta de 22:08m de 1 de outubro de 2017, um atirador de 64 anos, Stephen Craig Paddock, da cidade de Mesquite, abriu fogo a partir de um buraco feito na janela de um quarto no 32.º piso do Mandalay Bay Resort and Casino sobre a multidão que assistia a um festival ao ar livre de música country (Route 91 Harvest). Mais de 22000 pessoas estavam no local. O tiroteio resultou em pelo menos 60 mortes (incluindo o perpetrador), mais de 500 feridos e foi o maior ataque a tiros da história do país.[6] O atirador foi achado já morto pela polícia, que arrombou o quarto. Possuía 42 armas de fogo, incluindo fuzis AR-15. Destas, 23 estavam no hotel e 19 na casa dele.[7]

Atirador[editar | editar código-fonte]

Mandalay Bay Resort and Casino (esquerda), de onde Stephen Paddock atirou na multidão.

O atirador foi identificado como Stephen Paddock (9 de abril de 1953 - 1 de outubro de 2017),[8] 64 anos de idade, nativo de Sun Valley, Condado de Los Angeles, Califórnia, que vivia em uma comunidade de aposentados em Mesquite, Nevada.[9][10] A polícia encontrou pelo menos dez rifles dentro do quarto do hotel que Paddock tinha alugado desde 28 de setembro. Segundo a polícia, o agressor agiu sozinho e seus motivos são desconhecidos.[11][12][13] Um porta-voz do FBI disse que a agência não tem evidência de envolvimento terrorista internacional por parte do homem armado.[14]

Paddock possuía e geria alguns edifícios de apartamentos com sua mãe.[9] Ele também possuía dois aviões e era um piloto licenciado.[9] Ele tinha residências anteriores em Nevada, Califórnia, Texas e Flórida.[8][15]

A polícia, os parentes e os vizinhos o descreveram como um jogador.[16][17] A polícia disse que o Paddock havia feito transações de casino recentes em dezenas de milhares de dólares, mas não dizia se eram perdas ou ganhos.[18] O pai de Paddock, o assaltante de banco Benjamin Hoskins Paddock, esteve na lista dos mais procurados do FBI por quase 50 anos depois de ter escapado de uma prisão federal.[19][20][21]

O grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante chegou a reivindicar a autoria do ataque, mas o FBI descartou qualquer ligação entre o atirador e a organização terrorista.[22]

Reação[editar | editar código-fonte]

Discurso de Trump após o tiroteio.

Uma grande parte de Las Vegas Boulevard foi fechado por equipes da SWAT, assim como os casinos, hotéis e empresas ao redor. O Aeroporto Internacional McCarran, localizado imediatamente a sudeste do local do festival, foi fechado até o dia seguinte[23] e vários voos foram reencaminhados ou cancelados em resposta ao tiroteio. Alguns dos que escaparam do tiroteio entraram na área do aeroporto enquanto fugiam.[24] Às 14h45 em 2 de outubro, o estado de emergência foi declarado pelo condado de Clark.[25]

O governador de Nevada, Brian Sandoval, chamou o ataque "um ato de violência trágico e hediondo que abalou a família de Nevada".[26] Via Twitter, o presidente Donald Trump enviou suas "calorosas condolências e simpatias às vítimas e às famílias do terrível tiroteio de Las Vegas".[27] Em uma coletiva de imprensa pública na manhã seguinte, ele classificou o ataque como "um ato de puro mal", um "assassinato sem sentido" e "terrível". Ele elogiou a resposta rápida "milagrosa" de primeiros socorros e anunciou que as visitaria em Las Vegas em 4 de outubro, junto com familiares e policiais das vítimas.[28] Jason Aldean, que estava tocando quando o tiroteio começou, postou suas condolências no Instagram e observou que todos os que trabalhavam consigo no espetáculo tinham sobrevivido ao ataque.[29]

Os preços das ações de empresas fabricantes de armas caiu no dia seguinte.[30][31]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. UOL, ed. (2 de outubro de 2017). «Polícia eleva para 59 o número de mortos em Las Vegas». Consultado em 2 de outubro de 2017 
  2. Clinch, Matt; Kharpal, Arjun (2 de outubro de 2017). «Las Vegas gunman suspect is Stephen Paddock, 64, of Mesquite, Nevada: NBC News». CNBC News. CNBC. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  3. [1]
  4. CNN.com. «Las Vegas shooting: Live updates». Consultado em 2 de outubro de 2017 
  5. observador.pt (2 de outubro de 2017). «Las Vegas. Atirador faz pelo menos 50 mortos em festival de música "country". É o maior massacre de sempre nos EUA». Consultado em 2 de outubro de 2017 
  6. «Maior ataque a tiros da história dos EUA mata 59 e deixa mais de 500 feridos em Las Vegas». G1. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  7. G1 (3 de outubro de 2017). «Atirador de Las Vegas tinha no total 42 armas: 19 em casa e 23 em hotel». Consultado em 4 de outubro de 2017 
  8. a b Maglio, Tony (2 de outubro de 2017). «Stephen Paddock: What we know about Las Vegas mass shooter». TheWrap 
  9. a b c Williams, Pete; Connor, Tracy; Rosenblatt, Kalhan (2 de outubro de 2017). «Las Vegas Shooter Stephen Paddock Had Recent Large Gambling Transactions». NBC News. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  10. Clinch, Matt; Kharpal, Arjun (2 de outubro de 2017). «Las Vegas gunman suspect is Stephen Paddock, 64, of Mesquite, Nevada: NBC News». CNBC. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  11. «Two dead after shooting on Las Vegas Strip». CNN. 2 de outubro de 2017 
  12. Mitchell, Robert; Chu, Henry (2 de outubro de 2017). «Suspect Named in Las Vegas Shooting, Motive Still Unclear». Variety (em inglês). Consultado em 2 de outubro de 2017 
  13. «Stephen Paddock: What we know about Las Vegas shooting suspect». Fox News. 2 de outubro de 2017. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  14. Dearden, Lizzie (2 de outubro de 2017). «Las Vegas shooting: Isis claims responsibility for deadliest gun massacre in US history». The Independent. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  15. Harris, David; Williams, Michael. «Accused Las Vegas gunman previously lived in Central Florida, brother says». Orlando Sentinel. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  16. «Las Vegas gunman Stephen Paddock was a high-stakes gambler who 'kept to himself' before massacre». Washington Post. 2 de outubro de 2017 
  17. «The neighbors of gunman Stephen Paddock say he "kept his head down," was a gambler and a pilot». Newsweek (em inglês). 2 de outubro de 2017. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  18. Williams, Pete; Connor, Tracy (2 de outubro de 2017). «Suspect in Las Vegas shooting identified as Stephen Paddock» (em inglês). NBC News. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  19. Harris, David; Williams, Michael (2 de outubro de 2017). «Accused Las Vegas gunman previously lived in Central Florida, brother says». Orlando Sentinel 
  20. Jaeger, Max (2 de outubro de 2017). «Vegas gunman's 'psychopath' dad landed on FBI's most-wanted list». New York Post 
  21. «Prison escapee to stand trial on Bank Charge». Eugene Register-Guard. 15 de setembro de 1978 – via Google News Archive 
  22. G1, ed. (2 de outubro de 2017). «Estado Islâmico reivindica ataque em Las Vegas; FBI não vê ligação de atirador com terrorismo internacional». Consultado em 2 de outubro de 2017 
  23. Tchekmedyian, Alene (2 de outubro de 2017). «Las Vegas airport temporary closed by mass shooting; delays continue». Los Angeles Times 
  24. «Las Vegas Shooting Live Updates: Multiple Weapons Found in Gunman's Hotel Room». The New York Times (em inglês). 2 de outubro de 2017. ISSN 0362-4331. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  25. Miller, Mary-Anne; King, Yolanda T. (2 de outubro de 2017). «Declaration of Emergency» (PDF). clarkcountynv.gov 
  26. GovSandoval (2 de outubro de 2017). «A tragic & heinous act of violence has shaken the #Nevada family. Our prayers are w/ the victims & all affected by this act of cowardice.» (Tweet) – via Twitter 
  27. realDonaldTrump (2 de outubro de 2017). «My warmest condolences and sympathies to the victims and families of the terrible Las Vegas shooting. God bless you!» (Tweet) – via Twitter 
  28. Unterberger, Andrew (2 de outubro de 2017). «President Trump Calls Las Vegas Shooting 'An Act of Pure Evil' in National Address: Read the Full Transcript». Billboard 
  29. Petit, Stephanie (2 de outubro de 2017). «Taylor Swift, Lady Gaga, Jennifer Lopez, Rihanna and More React to Vegas Shooting». People 
  30. Kilgore, Tomi (2 de outubro de 2017). «Gun-maker stocks rally after mass shooting in Las Vegas». MarketWatch. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  31. Mosendz, Polly; Stock, Kyle (2 de outubro de 2017). «Las Vegas Horror Drives All-Too-Predictable Gun Stock Rally». Bloomberg. Consultado em 2 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.