Messina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Messina (desambiguação).
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Messina
Catedral de Messina (2009).
Catedral de Messina (2009).
Bandeira de Messina
Bandeira
Localização de Messina
Messina está localizado em: Itália
Messina
Localização de Messina na Itália
Coordenadas 38° 11' N 15° 33' E
País  Itália
Região Flag of Sicily.svg Sicília
Província Messina
Administração
 - Prefeito Giuseppe Buzzanca
Área
 - Total 211 km²
População
 - Total 252,000
    • Densidade 1,2 hab./km²
Código Postal 98100
Código ISTAT 083048
Comunas limítrofes Fiumedinisi, Itala, Monforte San Giorgio, Rometta, Saponara, Scaletta Zanclea, Villafranca Tirrena
Prefixo telefônico 090
Fiscal F158
Orago padroeiro Nossa Senhora das Letras e São Plácido
Sítio http://www.comune.messina.it

Messina é uma comuna italiana da região da Sicília, província de Messina, com cerca de 252.000 habitantes. Estende-se por uma área de 211 km², tendo uma densidade populacional de 1121 hab/km². Faz fronteira com Fiumedinisi, Itala, Monforte San Giorgio, Rometta, Saponara, Scaletta Zanclea, Villafranca Tirrena.[1][2][3]

Fundação[editar | editar código-fonte]

A história da fundação de Messina (664 a.C.) é relatada por Pausânias, geógrafo grego, e corresponde a uma época em que mitologia e história se confundem [carece de fontes?].

Ao final da Segunda Guerra Messênia, após a derrota dos messênios para os lacedemônios na fortaleza de Eira[4](no primeiro ano da vigésima oitava Olimpíada[5]), os messênios que não foram capturados e reduzidos à servidão se reuniram e decidiram emigrar da Grécia, fundando uma colônia.[6]

Aristômene não aceitou liderar os colonos, pois preferiu continuar lutando contra os lacedemônios, mas apontou Gorgo e Mântico como seus líderes;[7] Gorgo era filho de Aristômene e Mântico filho do vidente Teoclo.[8]

Enquanto os messênios debatiam para onde ir,[9] eles receberam uma mensagem de Anaxilas, tirano de Régio (atual Régio da Calábria), o terceiro em descendência de Alcidamidas, que havia migrado da Messênia para Régio após a morte do rei Aristodemo e a captura de Itome.[10]

Ao chegarem à Itália, Anaxilas propôs que os messênios atacassem seus inimigos da cidade de Zangle, localizada na Sicília.[Nota 1][10] Zangle era um refúgio de piratas, mas seu líderes haviam introduzido colonos gregos na cidade.[11]

Anaxilas derrotou os habitantes de Zangle por mar, enquanto os messênios os derrotaram por terra. Eles, então, se refugiram nos altares dos deuses, pedindo súplica; Anaxilas sugeriu aos messênios que matassem os suplicantes e escravizassem o resto junto com as mulheres e crianças.[12]

Gorgo e Mântico, porém, argumentaram que, eles mesmos tendo sofrido tratamento impiedoso nas mãos de parentes, não deveriam fazer a mesma coisa com pessoas da raça grega; assim, os suplicantes de Zangle fizeram juramentos, e os messênios passaram a habitar com eles em Zangle, que passou a se chamar Messina. Isto ocorreu no ano da vigésima nona Olimpíada.[12]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Régio e Zangle estavam localizadas nos dois lados do Estreito de Messina

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Itália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.