Médio Atlântico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Mid-Atlantic)
Mid-Atlantic/Médio-Atlântico
Localização
Divisão Primária Região Nordeste dos Estados Unidos
Estados Delaware, Distrito de Colúmbia, Maryland, Nova Jersey, Nova York, Pensilvânia, Virgínia, Virgínia Ocidental
Características geográficas
Área 495 486,74 km²
População 60 783 913

A região do Médio Atlântico (em inglês: Mid-Atlantic) é uma região dos Estados Unidos que abrange os Estados de Nova Iorque, Nova Jérsei, Pensilvânia, Delaware, Maryland, Washington D.C., e às vezes Virginia e Virginia Ocidental. Ao discutir o clima, Connecticut às vezes é incluído na região, uma vez que seu clima é mais próximo ao dos estados do Meio Atlântico do que o resto dos Estados da Nova Inglaterra. O Médio Atlântico tem desempenhado um papel importante no desenvolvimento da cultura americana, comércio, comércio e indústria; no final do século XIX, o Médio Atlântico era chamado de região "tipicamente americana" por Frederick Jackson Turner.[1][2]

Os americanos europeus da região meso-atlântica têm ascendência desde a sua colonização por holandeses, suecos, católicos ingleses e quacres até o período do domínio britânico e além até os dias atuais. O pluralismo religioso existia, particularmente em Maryland, que era a única colônia nas Treze Colônias originais a ter uma população de minoria católica substancial. Após a Revolução Americana, a região do Médio Atlântico hospedou cada uma das capitais históricas dos Estados Unidos, incluindo a atual capital federal, Washington, D.C. No início do século XIX, Nova York e Pensilvânia ultrapassaram a Virgínia como os estados mais populosos e os estados da Nova Inglaterra como os centros comerciais e industriais mais importantes do país. Um grande número de alemães, irlandeses, italianos, judeus, poloneses e outros imigrantes transformaram a região, especialmente cidades costeiras como Nova York, Newark, Filadélfia e Baltimore, mas também cidades do interior como Pittsburgh, Rochester, Albany e Buffalo. Nova York, com seus arranha-céus, metrôs e a Sede das Nações Unidas, surgiu no século XX como um ícone da modernidade e do poder econômico e cultural americano. No século XIX, as áreas costeiras do Médio Atlântico foram completamente urbanizadas.

O Corredor Nordeste e ligação rodoviária Interstate 95 quase contígua, garante a expansão dos subúrbios e cidades grandes e pequenas, formando a parte das megalópole do nordeste, uma das concentrações mais importantes do mundo das finanças, mídia, comunicação, educação, medicina e tecnologia. O Médio Atlântico é uma região relativamente rica do país, com 43 dos 100 condados de renda mais alta do país com base na renda familiar média e 33 dos 100 principais com base na renda per capita. A maioria dos estados do Médio Atlântico está entre os 15 estados de renda mais alta no país por renda familiar média e renda per capita. A região abriga algumas das universidades de maior prestígio do país e do mundo, incluindo a Universidade Columbia, a Universidade Cornell, a Universidade Johns Hopkins, a Universidade da Pensilvânia e a Universidade de Princeton, que estão entre as 20 melhores universidades dos Estados Unidos e as 25 melhores universidades do mundo.[3][4][5]

Referências

  1. «Middle Atlantic states - region, United States». Encyclopædia Britannica. Consultado em 2 de fevereiro de 2017 
  2. «United States». Encyclopædia Britannica. 2009. Consultado em 9 de abril de 2009 
  3. «National University Rankings». U.S. News & World Report. Consultado em 20 de março de 2020 
  4. «Best Global Universities Rankings». U.S. News & World Report. Consultado em 20 de março de 2020 
  5. -- Bodle, Wayne, "The Mid-Atlantic and the American Revolution", Pennsylvania History 82 (Summer 2015), 282–99. - Heineman, Kenneth J., "The Only Things You Will Find in the Middle of the Road are Double Yellow Lines, Dead Frogs, and Electoral Leverage: Mid-Atlantic Political Culture and Influence across the Centuries", Pennsylvania History, 82 (Summer 2015), 300–13. -- Landsman, Ned C. Crossroads of Empire: The Middle Colonies in British North America (2010) - Longhurst, James. "'Typically American': Trends in the History of Environmental Politics and Policy in the Mid-Atlantic Region". Pennsylvania History: A Journal of Mid-Atlantic Studies 79.4 (2012): 409–427. -- Magoc, Chris J., "In Search of a Useable—and Hopeful—Environmental Narrative in the Mid-Atlantic", Pennsylvania History, 82 (Summer 2015), 314–28. -- Mancall, Peter C., Joshua L. Rosenbloom, and Thomas Weiss. "Exports from the Colonies and States of the Middle Atlantic Region 1720–1800". Research in Economic History 29 (2013): 257–305. -- Marzec, Robert. The Mid-Atlantic Region: The Greenwood Encyclopedia of American Regional Cultures (2004) - Richter, Daniel K, "Mid-Atlantic Colonies, R.I.P.", Pennsylvania History, 82 (Summer 2015), 257–81. -- Rosenbloom, Joshua L., and Thomas Weiss. "Economic growth in the Mid-Atlantic region: Conjectural estimates for 1720 to 1800". Explorations in Economic History 51 (2014): 41–59.