Miguel Ângelo Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde junho de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Miguel Ângelo Pereira
Nascimento 27 de janeiro de 1843
Barcelinhos
Morte 1 de fevereiro de 1901 (58 anos)
Porto
Cidadania Portugal
Ocupação compositor, pianista

Miguel Ângelo Pereira (Barcelinhos, Barcelos, 27 de Janeiro de 1843Porto, 1 de Fevereiro de 1901) foi um pianista e compositor português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Miguel Ângelo Pereira nasceu em 27 de Janeiro de 1843 em Barcelinhos, Barcelos.[1]

Passou parte da sua vida no Brasil.[1]

Miguel Ângelo Pereira faleceu na cidade do Porto em 1 de Fevereiro de 1901.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

Óperas[editar | editar código-fonte]

  • Eurico, com base no livro do mesmo nome de Alexandre Herculano. Foi representada no São Carlos (Lisboa), em 1870, no Teatro São João (Porto), pela primeira vez em 1874, onde lhe foi oferecida uma batuta de prata, sendo reposta por várias ocasiões na cidade invicta. Também foi executada no Rio de Janeiro em 1878.
  • Zaida
  • Avalanche
Placa na casa onde nasceu

Outras obras[editar | editar código-fonte]

Para além de de numerosas valsas e polkas, destacam-se:

  • "Cantata a Luí­s de Camões"
  • Sinfonia Adamastor
  • "Marcha do Ódio", musicando um poema de Guerra Junqueiro

Referências

  1. a b c Roberto Vaz de Oliveira (Junho de 1972). «Homens do Porto – Barcelos e Vila da Feira : 1 – Maestro Miguel Ângelo Pereira : Músico e compositor na Vila da Feira». Aveiro e o seu Distrito n.º 13 (Publicação semestral da Junta Distrital de Aveiro). prof2000.pt. p. 33. Consultado em 2 de março de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.