Mihaly Csikszentmihalyi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mihaly Csikszentmihalyi
Nascimento 29 de setembro de 1934 (84 anos)
Rijeka
Cidadania Reino de Itália, Regência Italiana de Carnaro, Estado Livre de Fiume, Reino da Iugoslávia, Estado Independente da Croácia, República Socialista Federativa da Iugoslávia, Estados Unidos
Alma mater Universidade de Chicago
Ocupação psicólogo, professor universitário, psiquiatra
Prêmios Prêmio Széchenyi
Empregador Universidade de Chicago

Mihaly Csikszentmihalyi (29 de setembro, 1934) é um psicólogo húngaro. Ele criou o conceito psicológico de fluxo, um estado mental altamente focado. Ele é o Professor de Psicologia e Gestão da Claremont Graduate University. Ele é o ex-chefe do departamento de psicologia da Universidade de Chicago e do departamento de sociologia e antropologia em Lake Forest College.

Csikszentmihalyi é famoso por seu trabalho no estudo da felicidade e criatividade, mas é mais conhecido como o arquiteto da noção de flow e por seus anos pesquisando e escrevendo sobre o tópico. Ele é o autor de muitos livros e mais de 120 artigos ou capítulos de livros. Martin Seligman, ex-presidente da American Psychological Association, descreveu Csikszentmihalyi como o principal pesquisador em psicologia positiva do mundo .[1] Csikszentmihalyi disse uma vez: "A repressão não leva à virtude. Quando as pessoas se reprimem por medo, suas vidas são necessariamente diminuídas. Só por meio de disciplina livremente escolhida a vida pode ser aproveitada e e ainda assim dentro dos limites da razão."[2] Seus trabalhos são influentes e muito citados.[3]

Referências

  1. Thinker of the Year Award
  2. «Virtue Quotes & Quotations». focusdep.com. Consultado em 19 de janeiro de 2014. 
  3. Nigel King & Neil Anderson (2002).