Mike Portnoy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Mike Portnoy
Mike Portnoy.jpg
Informação geral
Nome completo Michael Stephen Portnoy
Nascimento 20 de abril de 1967 (47 anos)
Origem Nova York
País Estados Unidos  Estados Unidos
Gênero(s) Metal progressivo, rock progressivo, heavy metal, hard rock
Instrumento(s) Bateria, vocal, baixo, guitarra
Período em atividade 1985 – atualmente
Gravadora(s) Roadrunner
Afiliação(ões) Adrenaline Mob (ex-membro), Liquid Tension Experiment (projeto), Liquid Trio Experiment (projeto),Dream Theater (ex-membro), Neal Morse(projeto), Transatlantic(projeto), Yellow Matter Custard(projeto), OSI(projeto), John Arch(projeto), Avenged Sevenfold (membro em 2010), Flying Colors, The Winery Dogs
Página oficial MikePortnoy.com

Mike Portnoy (20 de Abril de 1967) é um baterista norte-americano. De família judia, foi criado em Long Island, Nova York. É ex-membro da banda Dream Theater, da qual foi um dos fundadores.

Seu interesse pela música começou cedo, assim como sua paixão pelos Beatles. Também é fã do grupo Kiss. O fato de seu pai ter sido um DJ foi um dos fatores decisivos para seu ingresso no mundo na música.

É auto-didata no seu instrumento, mas também teve aulas de teoria musical no colégio. Nessa época ele tocou em bandas como Intruder, Rising Power e Inner Sanctum. Logo garantiu uma bolsa na famosa escola de música Berklee, situada em Boston.

Com cerca de dezoito anos John Myung e John Petrucci conheceram-no e formaram a banda Majesty, que mais tarde mudaria de nome, dando origem ao Dream Theater, uma banda de metal progressivo ainda em atividade.

Possui uma grande habilidade com o seu instrumento e é comparado por alguns com Neil Peart.

Ao longo dos anos, ganhou inúmeros prêmios como melhor baterista do mundo por revistas especializadas. Em 2010 e 2011 eleito pela revista "Rythm" dos Estados Unidos como o 5º melhor baterista do mundo.

Atualmente, participa de vários projetos como Transatlantic, Neal Morse, OSI, Liquid Tension Experiment, Adrenaline Mob e Flying Colors.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Mike é casado com Marlene Portnoy (ele a conheceu quando a banda Meanstreak, em que Marlene e Rena Petrucci, esposa de John, tocavam juntas, abriu alguns shows do Dream Theater). Ele é pai de dois filhos, uma menina chamada Melody Ruthandrea e um menino Max. Seus hobbies são, além de assistir seriados de TV e desenhos, cuidar de seu cão e de seu gato.

Carreira Musical[editar | editar código-fonte]

Mike foi baterista da banda de metal progressivo Dream Theater por 25 anos, onde compôs letras, linhas de baterias e também fez backing vocals em algumas músicas.

Com o Dream Theater, participou nas obras:

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

EP's[editar | editar código-fonte]

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

No dia 17 de Fevereiro de 2010, foi anunciado pelo site DeathBat News a participação de Mike na banda Avenged Sevenfold para a gravação de um novo álbum, substituindo temporariamente o então baterista James Owen Sullivan -The Rev-, falecido no dia 28 de dezembro de 2009.

No dia 8 de setembro de 2010, Portnoy anunciou sua saída da banda que fundou, o Dream Theater, prosseguindo com seus projetos paralelos.

Mike Portnoy durante turnê do Train of Thought

No dia 16 de Dezembro de 2010, Portnoy anunciou pela sua página no Facebook o término de suas participações com o (Avenged Sevenfold) , soltando uma nota que dizia "Sim, os rumores são verdadeiros…infelizmente meu tempo com o (Avenged Sevenfold) chegou ao fim… "A banda decidiu continuar em 2011 sem mim… Eu me diverti muito com eles em 2010, mas foi a escolha deles terminar essa relação no fim de 2010 como sempre foi o plano original...".

Atualmente[editar | editar código-fonte]

Em 2011 Portnoy anunciou que está participando de 2 projetos musicais. Um com Russell Allen, Mike Orlando and Paul DiLeo, e outro com Neal Morse, Steve Morse, Dave LaRue e Casey McPherson. Em junho de 2011 Mike Portnoy está com seu novo projeto o Adrenaline Mob junto com Russel Allen (Symphony X) , Mike Orlando (Sonic Stomp) e o baixista Paul DiLeo (Stuck Mojo) e Rich Ward (Fozzy). No primeiro show da banda Adrenaline Mob a banda tocou a música The Mob Rules cover do Sabbath.

Portnoy tocou, no dia 24 de Setembro de 2011, com a banda Stone Sour (substituindo Roy Mayorga que acabara de ter um filho) no Rock in Rio 2011.[1]

Foi anunciado para o dia 15 de maio de 2013, no Japão, o lançamento do primeiro álbum de seu projeto The Winery Dogs (banda composta também por Billy Sheehan e Richie Kotzen)[2] .

Discografia[editar | editar código-fonte]

com Dream Theater[editar | editar código-fonte]

com Avenged Sevenfold[editar | editar código-fonte]

  • 2010 - Tocou todo o álbum Nightmare da banda, depois da morte do baterista The Rev.
  • Matt Shadows, vocalista da banda disse numa entrevista: "Queríamos que este álbum parecesse muito com o estilo de Rev, e Mike tornou isso possível, foi como se o espirito de Jimmy estivesse em Mike".
  • Obs: Mike era o baterista favorito de The Rev e uma de suas maiores inspirações.

com Liquid Tension Experiment[editar | editar código-fonte]

com Transatlantic[editar | editar código-fonte]

com Neal Morse[editar | editar código-fonte]

com OSI[editar | editar código-fonte]

com John Arch[editar | editar código-fonte]

com Flying Colors[editar | editar código-fonte]

com Adrenaline Mob[editar | editar código-fonte]

com The Winery Dogs[editar | editar código-fonte]

Shows de tributos (CD e DVD)[editar | editar código-fonte]

(disponíveis em MikePortnoy.com apenas)

  • One Night in New York City - Yellow Matter Custard (2003) (The Beatles) com Paul Gilbert, Neal Morse e Matt Bissonette
  • Two Nights In North America - Hammer of the Gods (2006) (Led Zeppelin) com Paul Gilbert, Daniel Gildenlöw e Dave LaRue
  • One Night in Chicago - Cygnus and the Sea Monsters (2006) (Rush) com Paul Gilbert, Sean Malone e Jason McMaster
  • One Night in New York City - Amazing Journey (2007) (The Who) com Paul Gilbert, Billy Sheehan e Gary Cherone

com músicos selecionados[editar | editar código-fonte]

  • 1984 - Rising Power: Power For The People
  • 1986 - Inner Sanctum: 12 A.M.

DVD instrucionais de bateria[editar | editar código-fonte]

  • "Progressive Drum Concepts" (Rittor Music 1995 1 VHS/DVD)
  • "Liquid Drum Theater" (Hudson Music 2000 2 DVD)
  • "In Constant Motion" (Hudson Music 2007, 3 DVD)

Filmagens próprias de suas performances[editar | editar código-fonte]

Mike lançou diversos DVD de performances suas durante as gravações dos álbuns do Dream Theater e outros projetos paralelos. Estão disponíveis apenas no site do músico.

  • "Asian Clinic Tour" (MP4 Productions 2001, 1 DVD) (out of print)
  • "Ten Degrees of Turbulent Drumming" (MP4 Productions 2002, 1 DVD)
  • "Drums Across Forever" (MP4 Productions 2002, 1 DVD)
  • "Drums of Thought" (MP4 Productions 2004, 1 DVD)
  • "Live at Budokan" (MP4 Production 2005, 1 DVD)
  • "Mike Portnoy - Drumavarium" (MP4 Productions 2005, 1 DVD)
  • "sysDRUMatic chaos" (MP4 Productions 2007, 1 DVD)
  • "SCORE" (MP4 Productions 2008, 1 DVD)
  • "Black Clouds & Silver Drumming" (MP4 Productions 2009, 1 DVD)
  • "Whirlwind Drumming" (MP4 Productions 2010, 1 DVD)
  • "Drumertá" (2012)
  • "Drumming Colors" (2012)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um baterista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.