Moledo (Caminha)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Moledo do Minho 
  Freguesia portuguesa extinta  
Localização no Concelho de Caminha
Localização no Concelho de Caminha
Símbolos
Brasão de armas de Moledo do Minho
Brasão de armas
Gentílico Moledense
Localização
Moledo do Minho está localizado em: Portugal Continental
Moledo do Minho
Localização de Moledo do Minho em Portugal Continental
Mapa de Moledo do Minho
Coordenadas 41° 50' 46" N 8° 51' 22" O
Concelho primitivo Caminha
Concelho (s) atual (is) Caminha
Freguesia (s) atual (is) Moledo e Cristelo
História
Extinção 2013
Características geográficas
Área total 7,65 km²
População total (2011) 1 322 hab.
Densidade 172,8 hab./km²
Outras informações
Orago São Paio

Moledo foi uma freguesia portuguesa do concelho de Caminha, com 7,05 km² de área e 1 322 habitantes (2011)[1]. Densidade: 187,5 hab/km².

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Cristelo, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Moledo e Cristelo da qual é a sede.[2]

Moledo fica a 20,4 km de distância de Viana do Castelo, a 97,4 km do Porto e situa-se perto da fronteira espanhola.

Moledo do Minho é uma pequena aldeia a Norte de Portugal, muito conhecida pela sua praia enquadrada num cenário de sonho. As águas desta praia são ricas em iodo, que é benéfico para alguns problemas de saúde relacionados com a tíroide.

É uma praia muito ventosa, sendo por isso muito frequentada nos meses de Verão, quer por portugueses ou estrangeiros, que aqui se deslocam para praticar windsurf/kitsurf ou, simplesmente, para relaxar.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Moledo [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
694 804 881 979 1 089 893 510 1 032 1 019 922 833 1 182 1 262 1 275 1 322
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 173 198 681 223 13,6% 15,5% 53,4% 17,5%
2011 166 128 737 291 12,6% 9,7% 55,7% 22,0%

Património[editar | editar código-fonte]

Arqueológico[editar | editar código-fonte]

  • Estação de Ar Livre Santo Izidoro, sítio arqueológico ao ar livre do período Paleolítico[4] onde se fez a recolha de 559 artefactos líticos em depósito no Museu Regional de Arqueologia D. Diogo de Sousa.
  • Arte Rupestre, conjunto de cavidades do tipo "moliendas", escavadas num bloco granítico[5].
  • Vestígios de Povoado, Idade Média[6].

Religioso[editar | editar código-fonte]

  • Igreja Paroquial de Moledo - Neoclássica (século XIX)
  • Capela, Alminhas e Cruzeiro de Nossa Senhora das Preces
  • Capela e Cruzeiro de Nossa Senhora ao Pé da Cruz - Barroco/Neoclássico, início do Século XVIII
  • Capela de Santo Isidoro - Neoclássica, século XIX
  • Cruzeiro de Santo Isidoro
  • Alminhas de Santo Isidoro
  • Cruzeiro do Ladário
  • Cruzeiro e Miradouro do Sino dos Mouros
  • Fontanário e Alminhas da Trindade
  • Cruzeiro do Senhor dos Necessitados e Alminhas do Cruzeiro
  • Cruzeiro do Ingusto (também conhecido por Cruzeiro da Gateira)
  • Cruzeiro do Cemitério
  • Alminhas da Gateira
  • Alminhas do Ingusto
  • Capela de Santana (Privada)
  • Capela de Santa Tereza de Ávila (Privada) - Barroca, século XVIII
  • Capela de Trindade (Privada)

Ínsua[editar | editar código-fonte]

Moledo - panoramio (6).jpg

Equipamentos[editar | editar código-fonte]

Colectividades[editar | editar código-fonte]

Associação dos Amigos de Moledo Associação Columb. De Moledo Associação Moledense de Instrução e Recreio Ínsua Clube de Moledo

Praia de Moledo[editar | editar código-fonte]

Estância balnear muito famosa desde o início do séc. XX, a Praia de Moledo é frequentada por famílias de políticos e colunáveis que a procuram ano após ano, sem se deixarem seduzir por outros areais mais quentes, a sul.

Numa zona de grande beleza natural, rodeada pela Mata do Camarido, esta é uma praia da qual se diz que é "onde o Inverno vai passar o Verão": manhãs de nevoeiro, dias ventosos, temperaturas pouco convidativas e forte ondulação. um pouco ventosa, banhada pelo mar de ondulação forte mas com boas condições para a prática de surf e mesmo de windsurf durante o verão.

Em frente à Praia de Moledo, na pequena ilha rochosa a que se acede por barco, destaca-se o Forte da Ínsua (embora tecnicamente pertença a Cristelo é associado a Moledo), construído no séc. XV para convento, tendo no século XVII e XVIII sido alvo de obras que o transformaram num baluarte de defesa da costa e de formato de uma estrela de seis pontas.[7]

Veraneantes Célebres[editar | editar código-fonte]

Artistas[editar | editar código-fonte]

Políticos[editar | editar código-fonte]


Personalidades[editar | editar código-fonte]

Artistas[editar | editar código-fonte]

Atletas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 3 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  4. Direcção-Geral do Património Cultural: Portal do Arqueólogo - CNS 645[1]
  5. Direcção-Geral do Património Cultural: Portal do Arqueólogo - CNS 19238[2]
  6. Direcção-Geral do Património Cultural: Portal do Arqueólogo - CNS 13097[3]
  7. Guia Visão das Praias (2004), pág. 16
  8. Público, Andreia Marques Pereira, 11 de Agosto de 2012 - António Victorino d"Almeida e Moledo [4].
  9. Origem das Espécies - Blog de Francisco José Viegas [5]
  10. Caminha2000, n.º 750 10/16 Outubro de 2015 - Junta de Freguesia descerrou placa na casa do antigo Presidente da República Bernardino Machado [6].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • LEITE DE VASCONCELOS, José Religiões da Lusitânia, 1897, 1905, 1913 - três volumes.
  • AGUILAR, Manuel Busquets, Molêdo do Minho, Edição de Autor, Lisboa, 1941.
  • ORTIGÃO, Ramalho, As praias de Portugal: guia do banhista e do viajante, Livraria Universal, Porto, 1876.
  • BENTO, Paulo Torres, História Nossa – Crónicas de tempos Passados por Terras de Caminha e Âncora, Caminha2000, Caminha, 2017


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.