Momčilo Krajišnik

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Momčilo Krajišnik
Момчило Крајишник
1ª membro sérvio da
Presidência da Bósnia e Herzegovina
Período 14 de Março de 1996 a 13 de Outubro de 1998
Sucessor(a) Živko Radišić
Dados pessoais
Nascimento 20 de janeiro de 1945 (72 anos)
Sarajevo, República Socialista Federativa da Iugoslávia
Partido Partido Democrático Sérvio

Momčilo Krajišnik (cirílico: Момчило Крајишник) (nascido em 20 de janeiro de 1945 em Zabrnje, no município de Novi Grad, Sarajevo, Bósnia e Herzegovina, República Democrática Federal da Iugoslávia) é um antigo político sérvio bósnio condenado por assassinato e outros crimes contra a humanidade cometidos durante a Guerra da Bósnia (1992-1995).

Ele é um dos fundadores do partido nacionalista sérvio-bósnio, o Partido Democrático Sérvio (SDS), juntamente com Radovan Karadžić.[1]

Entre 1990 e 1992, foi presidente da Assembleia Nacional da República Srpska e, entre junho e dezembro de 1992, membro da expandida Presidência da República Servo-Bósnia.

Após a Guerra da Bósnia, se tornou o representante sérvio na Presidência da Bósnia e Herzegovina formada por três membros de 1996 a 1998. Perdeu sua candidatura para a reeleição em 1998 para Živko Radišić.

Em 2006, foi considerado culpado de cometer crimes contra a humanidade durante a Guerra da Bósnia pelo Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPIJ) e está atualmente na prisão, cumprindo pena de 20 anos.[2]

Referências

  1. «Bosnia Serb jailed for war crimes». BBC News. 27 de setembro de 2006  Retrieved 26 July 2010
  2. «Prosecutor v. Momcilo Krajisnik judgement» (PDF). International Criminal Tribunal for the former Yugoslavia 
Portal A Wikipédia possui o
Portal da Bósnia e Herzegovina

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]