Morro Dona Marta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Morro Dona Marta
À esquerda, a Estrada do Mirante Dona Marta. Ao centro, na encosta do morro, a Favela Santa Marta. Ao fundo, o bairro de Botafogo e a praia de Botafogo.
Altitude 362 m
Continente América
Países  Brasil

O Morro Dona Marta é um acidente geográfico localizado entre os bairros de Botafogo, Flamengo, Laranjeiras, Cosme Velho e Silvestre, na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. Nele, está situada a Favela Santa Marta. Seu ponto mais alto é o Mirante Dona Marta, com 362 metros de altitude[1].

História[editar | editar código-fonte]

O seu nome surgiu por volta de 1680, quando um padre chamado Clemente Martins de Matos comprou as terras da região e nomeou o morro em homenagem a sua mãe, Marta Figueira de Matos, que havia morrido alguns anos antes. No mesmo bairro, ele traçou um caminho em suas terras na direção de uma pequena capela que ergueu. Era a capela de São Clemente, em homenagem própria. O caminho marca o começo da atual rua São Clemente.

Acidente[editar | editar código-fonte]

Em 2005, um lastimável ocorrido deste lugar foi uma bala perdida deixando como vítima Nadja Haddad, onde a então repórter da Rede Bandeirantes de Televisão (RJ) se preparava para fazer uma reportagem. Após o episódio, Haddad esteve na UTI e anunciou sua destituição da emissora no seu Twitter. Hoje se encontra com uma saúde estável.[2]

Mídia[editar | editar código-fonte]

O morro foi usado como palco das gravações:

[3]

Referências

  1. «Cópia arquivada» (PDF). Consultado em 27 de setembro de 2012. Cópia arquivada (PDF) em 27 de setembro de 2012 
  2. «Nadja Haddad deixa a Band após 10 anos; confira trajetória». NaTelinha. Consultado em 19 de outubro de 2021 
  3. «Cópia arquivada». Consultado em 21 de setembro de 2011. Arquivado do original em 29 de dezembro de 2008