Moses Finley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Moses Finley
Nome nativo Moses Israel Finkelstein
Nascimento 20 de maio de 1912
Nova Iorque
Morte 23 de junho de 1986
Cambridge
Cidadania Estados Unidos, Reino Unido
Alma mater Universidade Columbia, Universidade de Syracuse
Ocupação historiador, etnologista, professor catedrático, erudito clássico
Prêmios Commander of the Order of the British Empire, Wolfson History Prize
Empregador Universidade Rutgers, Universidade da Cidade de Nova Iorque

Sir Moses Finley (20 de maio de 1912 - 23 de junho de 1986) foi um historiador americano radicado na Inglaterra, especialista na economia do mundo greco-romano. Suas obras também incluem estudos sobre a política e sociedade gregas, e ensaios teórico-metodológicos sobre o estudo da Antiguidade. É o principal expoente da vertente primitivista[1] dos estudos sobre a economia antiga, defendendo que valores como o status e a ideologia cívica governavam a economia antiga ao invés de motivações econômicas racionais.

Principais obras[editar | editar código-fonte]

  • Economy and Society in Ancient Greece (1953) - Economia e Sociedade na Grécia Antiga. São Paulo: Martins Fontes, 1989.
  • The World of Odysseus (1954)
  • The Ancient Greeks: An Introduction to Their Life and Thought (1963).
  • Aspects of Antiquity: Discoveries and Controversies (1968) - Aspectos da Antiguidade. São Paulo: Martins Fontes, 1991.
  • Early Greece: The Bronze and Archaic Ages (1970) - Grécia primitiva: Idade do Bronze e Idade Arcaica. São Paulo: Martins Fontes, 1990.
  • The Ancient Economy (1973) - A economia antiga. Lisboa: Afrontamento, 1986.
  • Democracy Ancient and Modern (1973) - Democracia antiga e moderna. Rio de Janeiro: Graal, 1988.
  • Studies in Ancient Society, editor (1974).
  • The Use and Abuse of History (1975) - Uso e abuso da História. São Paulo: Martins Fontes, 1989.
  • Ancient Slavery and Modern Ideology (1980) - Escravidão antiga e ideologia moderna. Rio de Janeiro: Graal, 1991.
  • The Legacy of Greece: A New Appraisal (1981), ed. - O legado da Grécia Brasília: EDUnB, 1998.
  • Politics in the Ancient World (1983) - Política no mundo antigo. Lisboa: Edições 70: 1997.
  • Ancient History: Evidence and Models (1985) - História antiga: testemunhos e modelos. São Paulo: Martins Fontes, 1994.......

Referências

  1. Tambara, Ana Cláudia. (1998) Teorias modernista e primitivista: duas perspectivas para a compreensão do passado greco-romano. Uma introdução ao debate. Mimesis, Bauru, v. 19, n. 1, p. 143-149. Acesso em: 22 Set. 2012.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.