N!xau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nǃxau ou N!xau (grafia errada de Gǃkau; anteriormente Gcao Coma[1] ) (16 de Dezembro de 1944 em Kalahari, Namíbia1 de Julho de 2003 em Tsumkwe, Namíbia) foi um camponês e actor bosquímano da Namíbia, famoso pelo seu papel no filme de 1980, The Gods Must Be Crazy, e suas respectivas sequências, nos quais interpretou Xixo, um bosquímano do Kalahari. O ponto de exclamação no seu nome simboliza um clique na sua língua nativa, juǀʼhoan. A fonética do seu nome completo, Gcao Coma, sugere que é um clique dental vocal.

Participou nas sequelas: The Gods Must Be Crazy II, Crazy Safari, Crazy Hong Kong e The Gods Must Be Funny in China. No obituário que se publicou no The Namibian, o jornal escreveu que, "segundo a lenda", Nǃxau deixou que o salário que recebeu no filme fosse levado pelo vento porque não reconhecia o valor do dinheiro.[2] O Internet Movie Database (IMDb) relata que ele ganhou apenas umas centenas de dólares pelo trabalho em The Gods Must Be Crazy.[3] Todavia, o IMDb também refere que à época da primeira sequência, tinha já bastante conhecimento de negociar a sua presença por mais de meio milhão de rands sul-africanos (cerca de 80.000 dólares).[3]

Depois da sua carreira no cinema terminar, Nǃxau cultivou milho, banana e feijão e manteve algumas cabeças de gado. Faleceu de tuberculose multirresistente,[2] enquanto caçava pintadas. Foi enterrado em 12 de Julho numa cerimónia fúnebre semi-tradicional em Tsumkwe, junto à sepultura de sua segunda esposa.

Segundo o agente de N!xau, seu nome era na verdade G!xau, porém foi listado como N!xau por um erro tipográfico quando o filme original foi feito.[carece de fontes?]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]