Natalia Ginzburg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Natalia Ginzburg
Nascimento 14 de julho de 1916
Palermo, Itália
Morte 6 de outubro de 1991 (75 anos)
Roma, Itália
Nacionalidade Itália Italiana
Ocupação Escritora
Magnum opus As Pequenas Virtudes

Natalia Ginzburg (nascida Natalia Levi) (Palermo, 14 de julho de 1916Roma, 6/7 de outubro de 1991) foi uma escritora e tradutora italiana.

Natalia nasceu na capital da Sicília, ainda que sua família tenha mudado diversas vezes de cidade durante sua infância e adolescência. Com a ascensão do movimento de extrema direita na Itália, a família engajou-se na luta antifascista. O pai, Giuseppe Levi, professor universitário, e seus três irmãos foram presos pelo totalitarismo de Mussolini.[1]

Obras literárias[editar | editar código-fonte]

  • O caminho da cidade - no original La strada che va in città (1942)
  • Foi assim - no original È stato così (1947)
  • Tutti i nostri ieri (Todas as nossas lembranças ou Todos os nossos ontens), 1952, romance - publicado no Brasil pela Círculo do Livro e pela Companhia das Letras
  • Valentino (1957)
  • Sagittario (1957)
  • Le voci della sera (1961)
  • Le piccole virtú (As pequenas virtudes), 1962, crônicas - publicado no Brasil pela Companhia das Letras
  • Lessico famigliare (Léxico familiar), 1963, romance - publicado no Brasil inicialmente pela Cosac Naify e posteriormente pela Companhia das Letras
  • Mai devi domandarmi (1970)
  • Caro Michele (1973), romance epistolar - publicado no Brasil pela Cosac Naify
  • Vita immaginaria (1974)
  • Famiglia (Família), 1977, contos - publicado no Brasil pela José Olympio
  • La famiglia Manzoni (A família Manzoni), 1983, romance - publicado no Brasil pela Companhia das Letras
  • La città e la casa (1984)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.