Nefrotoxicidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Nefrotoxicidade é o efeito venenoso de algumas substâncias, tanto químicos tóxicos como medicamentos, sobre os rins. Existem várias formas de toxicidade.[1] Não deve ser confundida com o facto de alguns medicamentos que são excretados sobretudo pela via renal e que necessitam que a sua dose seja ajustada em caso de função renal diminuída (p.e. heparina). Os efeitos nefrotóxicos da maioria das drogas são mais profundos em pacientes que já sofrem de diminuição da função renal. Algumas drogas podem afetar a função renal em mais de uma maneira.

Tipos de toxicidade[editar | editar código-fonte]

Cardiovascular[editar | editar código-fonte]

Efeito tubular direto[editar | editar código-fonte]

Nefrite intersticial aguda[editar | editar código-fonte]

Glomerulonefrite aguda[editar | editar código-fonte]

Causas de diabetes insipidus[editar | editar código-fonte]

Outras nefrotoxinas[editar | editar código-fonte]

  • Metais pesados interferem com enzimas do metabolismo energético.
  • Ácido aristolóquico, encontrado em algumas plantas e, mais perigosamente, em alguns suplementos de ervas derivados dessas plantas, tem efeitos nefrotóxicos em humanos.

Vigilância[editar | editar código-fonte]

A nefrotoxicidade é geralmente monitorizada por meio de uma simples análise de sangue. Uma diminuição da depuração da creatinina indica função renal diminuída. Os níveis normais de depuração da creatinina são entre 80 - 120 μmol/L.

A medição da concentração de creatinina no sangue é outra medida da função renal, a qual pode ser mais útil clinicamente quando se trata de pacientes com doença renal pouco avançada.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Galley HF (2000). «Can acute renal failure be prevented». J R Coll Surg Edinb. 45 (1): 44–50. PMID 10815380  Fulltext Arquivado em 18 de outubro de 2005, no Wayback Machine.
  2. a b Naesens M, Kuypers DR, Sarwal M (2009). «Calcineurin inhibitor nephrotoxicity». Clin. J. Am. Soc. Nephrol. 4 (2): 481–509. PMID 19218475. doi:10.2215/CJN.04800908