Nephrops norvegicus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados de scampi, veja Scampi (desambiguação).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaNephrops norvegicus
Nephrops norvegicus.jpg
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Malacostraca
Ordem: Decapoda
Família: Nephropidae
Género: Nephrops
Espécie: N. norvegicus
Nome binomial
Nephrops norvegicus
(Linnaeus, 1758)
Sinónimos [2]
  • Cancer norvegicus Linnaeus, 1758
  • Astacus norvegicus Fabricius, 1775
  • Homarus norvegicus Weber, 1795
  • Astacus rugosus Rafinesque, 1814
  • Nephropsis cornubiensis Bate & Rowe, 1880

Nephrops norvegicus (Linnaeus, 1758), conhecida pelos nomes comuns de lagosta-da-noruega ou lagostim (quando em preparações culinárias por vezes referido como langoustine, langostino ou scampi), é uma espécie de lagosta, caracterizada por um corpo esguio de coloração alaranjada a rosada, que pode atingir os 25 cm de comprimento. É objecto de importantes capturas, sendo considerada «o mais importante crustáceo alvo de exploração comercial na Europa».[3] A espécie é a única remanescente do género Nephrops, já que várias espécies taxonomicamente próximas foram movidas para o género Metanephrops. A sua distribuição natural incluiu o nordeste do Oceano Atlântico e partes do Mediterrâneo, mas está ausente do Mar Báltico e do Mar Negro. Os adultos emergem dos seus abrigos escavados na vasa durante a noite para se alimentarem de vermes e peixes.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A espécie Nephrops norvegicus apresenta a forma corporal típica das lagostas, apesar de mais esguia do que as espécies maiores do género Homarus.[3] Em geral apresenta uma cor alaranjada pálida tendo os adultos tipicamente 18-20  de comprimento, atingindo excepcionalmente os 25 cm de comprimento, incluindo a cauda e as pinças.[4] O cefalotórax é recoberto por uma carapaça, enquanto o abdómen é longo e segmentado, terminando numa cauda que se alarga em leque.[4] Os primeiros três pares de patas têm garras, das quais o primeiro par são grandemente alongados e apresentam linhas de espinhos.[4] Dos dois pares de antenas, o segundo é mais longo e fino.[4] Há longo rostrum espinhoso e os olhos compostos são em forma de rim, característica que deu o nome ao género (do grego νεφρός nephros, "rim"; e ops, "olho").[3]

Notas

  1. «IUCN red list Nephrops norvegicus». Lista vermelha da IUCN. Consultado em 23 de março de 2022 
  2. Lipke B. Holthuis (1991). «Nephrops norvegicus». FAO Species Catalogue, Volume 13. Marine Lobsters of the World. Col: FAO Fisheries Synopsis No. 125. [S.l.]: Food and Agriculture Organization. ISBN 92-5-103027-8 
  3. a b c Mike C. Bell, Frank Redant & Ian Tuck (2006). «Nephrops Species». In: Bruce F. Phillips. Lobsters: Biology, Management, Aquaculture and Fisheries. [S.l.]: Wiley-Blackwell. pp. 412–461. ISBN 9781405126571. doi:10.1002/9780470995969.ch13 
  4. a b c d «Norway lobster - Nephrops norvegicus». Biodiversity and Conservation. Marine Life Information Network. Consultado em 1 de dezembro de 2010