Nereu do Vale Pereira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nereu do Vale Pereira
Nereu do Vale Pereira recebe homenagem do Avaí.
Nascimento 13 de setembro de 1928 (91 anos)
Florianópolis (SC)
Cidadania Brasil
Ocupação Professor, sociologista, economista, folclorista
Dirigente esportivo
Movimento literário Folclore

Nereu do Vale Pereira (Florianópolis, 13 de setembro de 1928) é um professor doutor em sociologia, economista e folclorista, atuou por muitos anos na Universidade Federal de Santa Catarina, foi vereador e deputado estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina na 5ª Legislatura (1963-1967).[1] Foi presidente interino do Avaí Futebol Clube em 1993 e é o conselheiro mais antigo do clube, com mais de 50 anos de presença permanente.[2]

Filho de Hyppolito do Valle Pereira e Olinda Alves Pereira.[3]

Logo após o golpe militar de 1964, liderou a invasão da Livraria Anita Garibadi, em Florianópolis, e comandou a queima de livros considerados "esquerdistas" em praça pública. Ainda que tenha prosperado em sua carreira acadêmica durante a ditadura, sempre carregou em sua biografia a nódoa de ser um pretenso intelectual, mas ter promovido a queima de livros, num auto-de-fé inspirado na Alemanha hitlerista. O episódio da vandalização da livraria é narrado em muitas obras sobre a história política de Santa Catarina, inclusive o livro Primeiro de abril, as memórias do escritor Salim Miguel, ex-proprietário da livraria, sobre a implantação da ditadura em Florianópolis.

Obras do autor[editar | editar código-fonte]

Publicou vários trabalhos sobre folclore. Seguem alguns deles:

  • Ribeirão da Ilha
  • Vida e relatos
  • Os engenhos de farinha de mandioca da Ilha de Santa Catarina, Origem e raízes do Boi-de-mamão catarinense, Ritos de Passagem (1975)
  • Folclore ergológico (1979)
  • O sentimental e o folclórico Pão por Deus (1980)
  • Do fato folclórico ao fato turístico (1981)
  • As festas do Divino Espírito Santo- origens (1985)
  • Sobre a pombinha açoriana (1988)
  • A arte da baleeira (1991)
  • Mandioca e tradição (1992)
  • A simbólica do Espírito Santo (1997)
  • A flor símbolo de Santa Catarina

Homenagem[editar | editar código-fonte]

No dia 31 de agosto de 2007 o Avaí Futebol Clube inaugurou,[4] nas dependências de seu estádio, a Biblioteca Nereu do Vale Pereira, nome este em homenagem ao torcedor e ex-presidente do clube[1] .

A biblioteca do Avaí que, além de contar com um bom acervo bibliotecário, ainda possui computadores com acesso a internet e atende mais de 50 garotos das categorias de base do clube que, em seus horários livres, realizam pesquisas e estudos.

Referências

  1. a b AN Capital - O sentimento açoriano de Nereu Arquivado em 2 de dezembro de 2005, no Wayback Machine. Acesso em 18 de agosto de 2008.
  2. Revista do Avaí, Nº5, setembro/outubro, ano 1 (2009), 10p
  3. Memórias de um Parlamento. Honrarias Concedidas pela Câmara Municipal de Florianópolis. Florianópolis, 2002. Página 156.
  4. Site Oficial do Avaí. Acesso em 2 de abril de 2008


Precedido por
Ademar Ascendino Cunha
Presidente do Avaí Futebol Clube
1993
Sucedido por
Gerson Antônio Basso


Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.