New START

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Assinatura do Novo Tratado START (vídeo em russo)

O New START (Strategic Arms Reduction Treaty) (em português: Tratado de Redução de Armas Estratégicas; em russo: СНВ-III, SNV-III de сокращение стратегических наступательных вооружений) é um tratado de redução de armas nucleares entre os Estados Unidos e a Federação Russa, Foi assinado em 8 de abril de 2010 em Praga,[1][2] e, após ratificação,[3][4] entrou em vigor em 5 de fevereiro de 2011. Espera-se que dure até 5 de fevereiro de 2026, tendo sido prorrogado em 2021.

O novo START substituiu o Tratado de Moscou (SORT), que expiraria em dezembro de 2012. Segue o tratado START I, que expirou em dezembro de 2009; o tratado START II proposto, que nunca entrou em vigor; e o tratado START III, para o qual as negociações nunca foram concluídas.

O tratado prevê a redução pela metade do número de lançadores de mísseis nucleares estratégicos. Um novo regime de inspeção e verificação será estabelecido, substituindo o mecanismo SORT. Ele não limita o número de ogivas nucleares operacionalmente inativas que podem ser armazenadas, um número na casa dos milhares.[5]

Referências

  1. Jesse Lee (26 de março de 2010). «President Obama Announces the New START Treaty , The White House». White House. Consultado em 9 de abril de 2010 – via National Archives 
  2. «US and Russian leaders hail nuclear arms treaty». BBC News. 8 de abril de 2012. Consultado em 22 de agosto de 2012 
  3. Fred Weir (26 de janeiro de 2011). «With Russian ratification of New START, what's next for US-Russia relations?». CSMonitor.com. Christian Science Monitor. Consultado em 11 de setembro de 2011 
  4. «Medvedev signs law ratifying Russia–U.S. arms pact». Reuters. 28 de janeiro de 2011. Cópia arquivada em 14 de agosto de 2012 
  5. Baker, Peter (26 de março de 2010). «Twists and Turns on Way to Arms Pact With Russia». The New York Times. Consultado em 9 de abril de 2010