Nicole Brown Simpson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Nicole Brown Simpson (19 de maio de 1959 - 12 de junho de 1994) foi uma alemã com cidadania americana e ex-esposa do jogador de futebol americano aposentado e ator O.J. Simpson e mãe de dois filhos dele, Sydney e Justin. Ela foi encontrada morta na sua residência em Brentwood, Califórnia, em 13 de junho de 1994, junto com seu amigo Ron Goldman. O.J. foi acusado pelo assassinato, mas foi inocentado mais tarde pelas mortes em um julgamento civil.

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Nicole nasceu no dia 19 de maio de 1959 em Frankfurt, filha de Juditha Anne Brown (solteira Baur; 1931) e Louis Hezekiel Brown (1923-2014).[1][2][3] Sua mãe era alemã, e seu pai americano.[1] Ela estudou na escola Rancho Alamitos High School  em Garden Grove, Califórnia, e mais tarde na escola Dana Hills High School, em Dana Point, Califórnia.[1]

Relacionamento com O.J. Simpson[editar | editar código-fonte]

Nicole conheceu O.J. em 1977 quando ela tinha 18 anos e trabalhava como garçonete em Beverly Hills em um clube privado chamado The Daisy.[4][5] Apesar de O.J. ainda estar casado com sua primeira esposa, Marguerite, eles começaram a se encontrar. Ele e Marguerite se divorciaram em março de 1979.[6]

O.J. e Nicole se casaram em 2 de fevereiro de 1985, cinco anos depois de sua aposentaria como jogador de futebol americano profissional.[6] O casamento deles durou sete anos, tendo dois filhos, Sydney e Justin. O.J. foi acusado por violência doméstica  em 1989.[7] Nicole entrou com processo de divórcio em 25 de fevereiro de 1992, alegando "diferenças irreconciliáveis".[8] No início de 1993, Nicole e O.J. tentaram se reconciliar até que Nicole foi assassinada em 1994, caso ainda sem resolução.[9]

Morte[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Caso O.J. Simpson

Nicole morava em South Bundy Drive, em Brentwood, Los Angeles, Califórnia, com seus dois filhos.[10][11][12] No dia 13 de junho de 1994, aos 35 anos, foi encontrada morta do lado de fora de sua casa, junto com seu amigo Ron Goldman, deitada em posição fetal em uma piscina de sangue.[13]

Uma autópsia determinou que Nicole foi esfaqueada sete vezes no pescoço e na cabeça, e tinha um corte de 14 centímetros na garganta, que cortou suas artérias carótidas esquerda e direita e rompeu suas veias jugulares direita e esquerda.[13] O corte no pescoço de Nicole foi tão profundo que penetrou 1,9 cm na sua coluna cervical,[13] quase decapitando-a.[14] Ela também tinha cortes nas mãos, demonstrando posição de defesa.[13]

Consequências[editar | editar código-fonte]

Nicole esta enterrada no Ascension Cemetery, em Lake Forest, Califórnia.[15][16]

O.J., ex-marido de Nicole, foi preso e acusado pelo seu assassinato, mas foi inocentado em um julgamento controverso que recebeu publicidade internacional.[17] Ele foi acusado pelas mortes de Nicole e Ron mais tarde, em uma ação civil trazida pelos familiares das duas vítimas.[18][19]

Uma fundação chamada Nicole Brown Foundation foi criada em 1994 em sua memória.[20] Mais tarde renomeada Nicole Brown Charitable Foundation, teve uma redução de concessão de doações em 1999 devido a uma queda nas doações e práticas de gestão questionáveis.[21][22] Sua irmã, Denise Brown, foi centro de controvérsias envolvendo a fundação,[23] mas mantém o "propósito de alertar, ensinar e inspirar a comunidade".[24]

Em 1995, a amiga íntima de Nicole, Kris Jenner, nomeou sua filha Kendall Nicole Jenner em homenagem a Nicole.[25]

Em 1996, após a conclusão do julgamento, foi concedido a O.J. a custódia integral dos filhos do casal, Sydney e Justin.[26] Os pais de Nicole continuaram lutando pela custódia, sem sucesso.[27][28]

Depois da morte de Nicole e Ron, a casa em que ocorreu os assassinatos, na 875 South Bundy Drive,[10][29][12] ficou vazia por dois anos, até o dono seguinte remodelar e mudar o endereço.[30]

Referências

  1. a b c Shawn Hubler; Rebecca Trounson (4 de outubro de 2008). «Nicole Brown Simpson, July 3, 1994: Dreams of Better Days Died That Night». Los Angeles Times blogs: The Daily Mirror. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  2. «Juditha Brown Recounts Daughter's Last Day – Los Angeles Times». Articles.latimes.com. 7 de dezembro de 1996. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  3. Schindehette, Susan. «To Live and Die in L.A. – Murder, Nicole Brown Simpson». People.com. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  4. «CNN O.J. Simpson Trial News: The Victims». CNN. 2 de fevereiro de 1985. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  5. Shahian, Cici (6 de julho de 1994). «Nicole Simpson was dominated by her husband since she was a teenager». The Baltimore Sun. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  6. a b Taylor Gibbs, Jewelle (1996). Race and Justice: Rodney King and O. J. Simpson in a House Divided. [S.l.]: Jossey-Bass. pp. 126–28. ISBN 0-7879-0264-0 
  7. «Judge Allow Evidence of Domestic Violence In O. J. Simpson Murder Case». Jet. 87 (13). 6 de fevereiro de 1995. p. 51. ISSN 0021-5996 
  8. Taylor Gibbs 1996, p. 136.
  9. Anolik, Lili (Junho de 2014). «How O. J. Simpson Killed Popular Culture». Vanity Fair (em inglês) 
  10. a b Margolick, David (25 de julho de 1995). «Simpson Expert Supports Conspiracy-Theory Defense». The New York Times. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  11. Siegel, Jessica (13 de junho de 1995). «Gawkers Flock To Crime Scene On Bundy Avenue 1 Year Later». Chicago Tribune. Brentwood, CA 
  12. a b Simpson, O.J. & Fenjves, Pablo (2006). If I Did It Cancelled ed. [S.l.: s.n.] 
  13. a b c d Bugliosi 1997, p. 19.
  14. Guerrasio, Jason (16 de junho de 2016). «O.J. Simpson never-before-seen crime-scene photos». Business Insider. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  15. Hernandez, Greg (4 de outubro de 1995). «Emotions Draw Crowd of 100 to Nicole Simpson's Grave Site : Mourners: Flowers, notes are left by visitors to Orange County cemetery. 'Justice was not served, I'm sorry,' says one card.». Los Angeles Times. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  16. Hardesty, Greg (29 de setembro de 2008). «Nicole Brown Simpson's little sister grows up». Orange County Register. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  17. Aamir, Sumayah (7 de julho de 2014). «Nicole Brown Simpson's Father Dies 20 Years After Her Murder~». i4u News. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  18. Author, Jennifer (correspondente) & Feldman, Charles (contribuidor) & LaMotte, Greg (contribuidor) (4 de fevereiro de 1997). «Jury unanimous: Simpson is liable». CNN. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  19. The Associated Press (21 de fevereiro de 2008). «Court: Simpson Still Liable For $33.5M Judgment». NBC5. Consultado em 2 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 2 de dezembro de 2018 
  20. Reyes, David (19 de julho de 1995). «THE O.J. SIMPSON MURDER TRIAL : Nicole Simpson Foundation Gives Shelter $10,000». Los Angeles Times (em inglês). ISSN 0458-3035. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  21. Reza, H. G. (4 de janeiro de 1999). «The Brown Foundation Cuts Back on Giving». Los Angeles Times (em inglês). ISSN 0458-3035. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  22. «Nicole Brown Simpson Charit Foundation - GuideStar Profile». www.guidestar.org (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  23. «Why NOT To Donate To The Nicole Brown Charitable Foundation». Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  24. LaScala, Marisa. «Where Is Denise Brown Today? Nicole's Sister Has Worked Hard To Move Forward». Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  25. Jones, Jaleesa (11 de abril de 2016). «Kendall Jenner opens up about her 'mom's best friend,' Nicole Brown Simpson». USA Today. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  26. Goldberg, Carey (26 de dezembro de 1996). «Simpson Wins Custody Fight For 2 Children by Slain Wife». The New York Times. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  27. Morello, Caro (21 de dezembro de 1996). «Judge Awards O.J. Simpson Custody Of His Children They Had Lived With Louis And Juditha Brown For 2 1/2 Years. The Couple Said They Feared For The Safety Of Their Grandchildren.». The Philadelphia Inquirer. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  28. «World: Americas OJ faces further battle over child custody». BBC News. 11 de dezembro de 1998. Consultado em 2 de dezembro de 2018 
  29. Siegel, Jessica (13 de junho de 1995). «Gawkers Flock To Crime Scene On Bundy Avenue 1 Year Later». Chicago Tribune. Brentwood, CA 
  30. «Lingering questions from the O.J. Simpson chase». Orange County Register. 16 de junho de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.