Oceanário de Aracaju

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Oceanário de Aracaju
Tipo Oceanário
Inauguração 2002 (17 anos)
Geografia
País  Brasil
Cidade Aracaju
Localidade Orla de Atalaia

O Centro de Visitantes do Tamar, também conhecido como Oceanário de Aracaju, é uma importante ferramenta de sensibilização e educação ambiental da população.[1] Fica localizado na Orla de Atalaia e tem formato de uma enorme tartaruga, sendo o primeiro Oceanário do nordeste e o quinto do Brasil.[2] É um dos atrativos turísticos da capital do Estado de Sergipe.[3]

O Oceanário de Aracaju recebe por mês cerca de 10 mil visitas, foi inaugurado em junho de 2002 e tem capacidade para receber até 300 pessoas ao mesmo tempo, alcançando a marca de aproximadamente 120 mil visitantes por ano.[4] Ele reúne cerca de 70 espécies diferentes, todas nativas de Sergipe expostas em 18 aquários (cinco de água doce e 13 de água salgada).[5]

Foi criado, construído e é mantido e administrado pela Fundação Pró-Tamar, através da coordenação regional do Projeto Tamar em Sergipe. Instalado na praia da Atalaia, a 500m do mar, ocupa 141 mil m² de área cedida pelo Governo Federal, através de contrato de cessão entre o Serviço de Patrimônio da União e a Fundação Pró-Tamar. Tem área construída de 1.700 m², na forma de uma tartaruga gigante, com a cobertura em eucalipto e piaçava. É um dos atrativos turísticos de Aracaju, destacando-se na moderna e revitalizada Orla de Atalaia, entre espelhos d’água com pontes, calçadão, ciclovia e espaço para exposições, shows e esportes aquáticos.[6]

Através de atividades regulares, como visitas orientadas, palestras e exposições, favorece a sensibilização de moradores e visitantes para a conservação do ecossistema marinho e das riquezas do rio São Francisco. Palestras, mostras de vídeo e aulas junto aos aquários, permitem aos visitantes aprenderem sobre o ecossistema do litoral sergipano e conhecerem diversas espécies de animais marinhos.[7]

Atrações[editar | editar código-fonte]

Aquários e Tanques[editar | editar código-fonte]

O Oceanário reúne cerca de 70 espécies diferentes, todas nativas de Sergipe expostas em 18 aquários (cinco de água doce e 13 de água salgada).[8] Logo na entrada, fica o maior deles, o grande aquário oceânico, com 150 mil litros, abrigando cerca de 30 espécies, incluindo arraias, tubarões, moréias, xaréus, caranhas, vermelhos e meros. Possui também a réplica da parte submersa de uma plataforma petrolífera,[9] fazendo com que o visitante entenda melhor a interação do meio natural com essa estrutura existente no litoral sergipano, que é produtor de petróleo.[10] Há ainda quatro tanques: um onde os visitantes podem tocar em várias espécies de invertebrados, crustáceos, moluscos e peixes, sempre com a  orientação de um monitor; dois tanques com espécies de tartarugas marinhas; e um tanque com tubarões, onde o visitante poderá observar de perto o comportamento da espécie.[11]

Visitas Orientadas[editar | editar código-fonte]

O Oceanário conta com visitas orientadas, palestras e exposições para fortalecer a sensibilização dos moradores da região e visitantes para preservação do ecossistema marinho e das riquezas do rio São Francisco.[12]

Alimentação dos Animais[editar | editar código-fonte]

Todos os dias durante as alimentações nos tanques e aquários, sempre às 10h30 e 16h30, os visitantes também podem acompanhar um pouco da rotina do projeto na companhia de um monitor, enquanto ele alimenta tubarões, tartarugas e outras espécies preservadas pelo projeto.[13]

Como chegar[editar | editar código-fonte]

O Oceanário de Aracaju fica na orla de Atalaia, em frente aos Lagos. Partindo-se do Centro, deve-se seguir pela avenida Ivo do Prado e na sequência pela 13 de Julho, em direção ao Shopping Rio Mar. Daí, pela avenida Mário Jorge, chega-se então à Atalaia (avenida Santos Dumont, 1010);[14]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Sandra de Sá faz show no Tamar em Aracaju». www.icmbio.gov.br. Consultado em 16 de março de 2019 
  2. «Alunos da rede municipal visitam Oceanário». www.aracaju.se.gov.br. Consultado em 16 de março de 2019 
  3. «Tamar faz roda de samba com Diogo Nogueira em Aracaju». infonet.com.br. Consultado em 20 de maio de 2019 
  4. «Projeto Tamar completa 35 anos e festeja com soltura de tartarugas». g1.globo.com. Consultado em 16 de março de 2019 
  5. «Oceanário e Museu da Museu da Gente Sergipana atraem turistas para Aracaju». www.folhavitoria.com.br. Consultado em 16 de março de 2019 
  6. «Oceanário de Aracaju - SE». www.tamar.org.br. Consultado em 16 de março de 2019 
  7. «OCEANÁRIO DE ARACAJU». destinosergipe.com.br. Consultado em 16 de março de 2019 
  8. «Veja dicas para se divertir em Aracaju no feriadão». infonet.com.br. Consultado em 16 de março de 2019 
  9. «Confira 15 dicas para as horas de lazer em Sergipe». infonet.com.br. Consultado em 16 de março de 2019 
  10. «Feriadão: veja dicas de passeio em Aracaju». infonet.com.br. Consultado em 16 de março de 2019 
  11. «Feriadão de Natal: confira algumas dicas de lazer». infonet.com.br. Consultado em 16 de março de 2019 
  12. «Primeiro do Nordeste, Oceanário de Aracaju completa 15 anos». www.brasil.gov.br. Consultado em 20 de março de 2019 
  13. «O que conhecer em Aracaju: Projeto TAMAR, o primeiro oceanário do nordeste». www.guiaviajarmelhor.com.br. Consultado em 17 de março de 2019 
  14. «Aracaju (SE): Soltura de tartarugas marinhas é atração». infonet.com.br. Consultado em 16 de março de 2019