Oliva Sabuco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Oliva Sabuco (1587), nascida Oliva Sabuco de Nantes Barrera (o último nome seria de uma madrinha ou ama seca) foi uma filósofa espanhola da época da Renascença e pioneira na medicina psicossomática [1].

À frente de seu tempo propôs uma análise conjuntural da saúde humana, abrangendo estudos de corpo, alma/mente. Ela ficou conhecida pela obra "Nova Filosofia da Natureza Humana Não Conhecida e Não Alcançada Pelos Antigos Filósofos Que Melhora A Vida Humana E A Saúde". Oliva descreve como as emoções podem impactar o corpo e conclamam médicos para uma medicina holística, que possa abranger a totalidade do paciente, corpo, alma e mente [2].

Algumas pistas parecem apontar para o que podem ter sido as raízes intelectuais de Oliva: uma família de farmacêuticos (o pai e o irmão), um avô médico. Na região onde nasceu havia oito grandes conventos, um deles perto de onde morava, os Dominicanos, ensinavam a elite e Oliva pode ter aprendido muito com eles. Além disso Dom Simon Abril, um humanista, lógico, matemático, gramático reconhecido, pode ter sido seu mentor [3].

Oliva escreveu ao rei para pedir permissão para publicar o livro, primeiro por ser mulher e afirmar que poderiam querer se apropriar das idéias, e também porque naquela época toda obra era examinada antes de ser publicada ou ser considerada heterodoxia. Ao conquistar a aprovação de Felipe II em 1586, veio a publicá-lo em 1587. A obra apresentava sete tratados, cinco em espanhol e dois em latim, expondo os problemas contemporâneos da medicina de então, em especial, a autora falava sobre a distância entre a medicina e a filosofia. A explanação sobre medicina usou toda a filosofia respeitada na época, Platão, Aristóteles, a filosofia natural de Plínio, também a Igreja, respeitando a idéia e designos de Deus mas sem mencionar Jesus e as escrituras. A visão holística prevaleceu com idéias sobre como a cosmologia poderia afetar o corpo humano [4].

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]