Paddy Roy Bates

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paddy Roy Bates
Príncipe de Sealand
Consorte sim
Sucessor(a) Michael de Sealand
 
Cônjuge S.A.R. a Princesa Joana Collins
Casa House of Bates (Casa dos Bates)
Dinastia Bates Family (Família dos Bates)
Nascimento 29 de agosto de 1921
Ealing, Londres,  Reino Unido
Morte 9 de outubro de 2012 (91 anos)
Londres,  Reino Unido
Ocupação radialista de rádio-pirata
Pai Harry Bates
Mãe Lilyan Bates

Major Paddy Roy Bates (Ealing, Londres, 29 de agosto de 1921 − Londres, 9 de outubro de 2012) foi um radialista de rádio-pirata britânico e fundador do Principado de Sealand[1], intitulando-se Príncipe Roy desde 2 de setembro de 1967.[2]

Início de vida[editar | editar código-fonte]

A fundação do Principado de Sealand[editar | editar código-fonte]

A ideia da fundação de um novo Estado apareceu na década de 1960, quando o príncipe Roy, como ele intitulara a si próprio, inventou uma rádio-pirata, que tocava pop music, estilo omitido pelas rádios britânicas no período. Em 1966, com a finalidade de inventar uma nova rádio, ele se mudou para Fort Roughs, plataforma utilizada como ponto de defesa pela Marinha Britânica durante a II Guerra Mundial.[2]

Estandarte real do príncipe de Sealand.

Quando o movimento das rádios-piratas perdeu sua força, ele alterou os planos e decidiu declarar independência. Ignorando a ordem das autoridades britânicas de que devia deixar o lugar, proclamou a fortificação como o Principado de Sealand, declarando a si próprio como príncipe e sua mulher, Joan, princesa. Chegou a clamar que a pequena estrutura de ferro montada por cima de dois pilares de concreto fosse reconhecida pela comunidade internacional como o menor país do planeta. Mas sua iniciativa não conseguiu sucesso.[2]

Mas Roy resolveu prosseguir com o seu plano mirabolante — que, a essa altura, já estava mais para a direção do mito. Criou sua própria Constituição, fez uma bandeira com as cores: vermelho, preto e branco, conseguiu emitir passaportes, selos, moedas. O país tem até hino, cujo lema é: "E Mare Libertas" (Do Mar, Liberdade, na tradução simples).[2]

Filhos[editar | editar código-fonte]

Tinha dos filhos: Michael Bates e Penny Bates.[1] Seu filho Michael Bates é príncipe herdeiro do Principado desde 1999.[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

Morreu em Londres, a 9 de outubro de 2012, pela Doença de Alzheimer[nb 1][1][3], que estava sofrendo há diversos anos.[1][4]

Notas

  1. Informações ditas por seu filho Michael Bates.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um radialista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.