Paul Wolfowitz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paul Wolfowitz
Paul Wolfowitz
Presidente do Banco Mundial
Período 1º de junho de 2005
até 30 de junho de 2007
Antecessor(a) James Wolfensohn
Sucessor(a) Robert Zoellick
Vida
Nascimento 22 de dezembro de 1943
Nova Iorque, EUA

Paul Dundes Wolfowitz (Nova Iorque, 22 de dezembro de 1943) é um professor e político norte-americano.

Exerceu vários cargos importantes na administração de seu país. Foi embaixador dos Estados Unidos na Indonésia (1986 - 1989), subsecretário de Defesa (2001 - 2005) no governo de George W. Bush e considerado como o arquiteto da invasão do Iraque em 2003.[1]

Foi também presidente do Banco Mundial (2005 – 2007) tendo renunciado ao cargo após ser acusado de praticar nepotismo, ao promover sua namorada para um alto cargo na instituição. [2][3][4]

É tido como um dos expoentes do neoconservadorismo,[5][6][7] embora ele próprio prefira identificar-se como um "republicano tipo Scoop Jackson", em alusão ao senador democrata Henry "Scoop" Jackson (1912 – 1983), com quem trabalhou nos anos 1970. Jackson era conhecido por suas posições belicistas em matéria de política externa. [8]

Referências

  1. Paul Wolfowitz Is So Concerned With Trump He May Vote For Clinton. The so-called architect of the Iraq War says Trump would undermine U.S. credibility in the world. Huffington Post, 27 de agosto de 2016.
  2. Reuters, "Wolfowitz Rejects World Bank Ethics Ruling": Bank Committee Determines That President Violated Ethics Standards Over His Girlfriend's Promotion; Wolfowitz Calls Findings 'unbalanced' and 'flawed'". CNNMoney.com, 15 de maio de 2007.
  3. "Statements of Executive Directors and President Wolfowitz", World Bank Group, 17 de maio de 2007.
  4. Matthew Jones, "Wolfowitz Exit Seen Clearing Way for Progress". Reuters (UK), 18 de maio de 2007 .
  5. Neocon ‘Chaos Promotion’ in the Mideast. Consortiumnews, 13 de abril de 2015
  6. Paul, Reynolds (17 de março de 2005). «Wolfowitz to spread neo-con gospel» BBC [S.l.] 
  7. Ostroy, Andy (20 de junho de 2014). «Dick Cheney’s Big Neo-Con Con». Huffington Post. 
  8. Boot, Max (28 de outubro de 2009). «Think Again: Neocons». Council on Foreign Relations. 


Precedido por
James Wolfensohn
Presidente do Banco Mundial
2005 - 2007
Sucedido por
Robert Zoellick