Pedal de bicicleta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo está a ser traduzido (desde fevereiro de 2014). Ajude e colabore com a tradução.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Conceito Físico - Mecânico de Transferência de Forças humanas, pelos dois pés

Um simples pedal de plataforma

Um pedal é a parte da bicicleta que o ciclista empurra com o pé para gerar propulsão pela inércia Física, sendo a Força praticamente a mesma na ação e reação transferida para a coroa e o eixo de rolamento, sendo mais um fator de exercício físico que um meio de transporte de carga pesada e industrial, Segundo a Mecânica Física e o Conceito de Transporte e o ser transportado, por alguém que faz um grande esforço muscular.

Ele conecta o pé ou o calçado do ciclista à pedivela, permitindo que a perna faça girar o eixo do movimento central, o qual é fixo na coroa. Pedais geralmente consistem de um corpo em um eixo com rolamento. O eixo é enroscado na extremidade do braço da pedivela. Esse corpo que gira livremente apoia o pé do ciclista e o mantém sempre quase na horizontal. Nas primeiras bicicletas, os pedais eram colocados em pedivelas fixas no eixo de uma roda motriz, frequentemente a roda da frente. No modelo que temos hoje, conhecido como "bicicleta segura", a coroa transmite potência a um pinhão através de uma corrente, e este é fixo na roda motriz, frequentemente uma roda traseira.

Tipos[editar | editar código-fonte]

  • Plataforma
  • Vazado
  • Clip
  • Clip com plataforma
  • Magnético
  • Dobrável

Veja também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre ciclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.