Peter David

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Peter David
David Peters
6.14.14PeterDavidByLuigiNovi4.jpg

David na Special Edition NYC 2014
Nascimento 23 de setembro de 1956 (63 anos)
Nacionalidade estadunidense
Área(s) de atuação romancista, contista, roteirista, escritor de quadrinhos
Trabalhos de destaque Hulk, X-Facções, Homem-aranha, Justiça Jovem, Aquaman

Peter David (Fort Meade, Maryland, Estados Unidos, 23 de Setembro de 1956) ou PAD[1] é um escritor americano, especializado em Histórias em quadrinhos (HQ). Atua também em cinema, televisão e literatura de ficção científica.[2]

Nascido em 23 de Setembro de 1956 em Fort Meade, Maryland, trabalhou inicialmente como representante de vendas da editora Marvel, uma das maiores editoras de HQ.

Escreveu os livros da série Star Trek, além de ter sido o escritor oficial do incrível Hulk durante anos.

Na Marvel Comics trabalhou com o Homem-Aranha, tendo criado pelo menos um vilão memorável: O Devorador de Pecados (em inglês Sin-Eater, vilão da história clássica A morte da capitã Jean DeWolff). Peter Parker sob suas histórias, todavia, regrediria a condição de adolescente desajeitado e descontrolado, o que desagradaria alguns fãs. E no universo aranha, criou também o Homem-Aranha 2099. Um versão futurista do herói aracnídeo. Em 1987 passaria para o Hulk, onde alcançaria grande êxito com seu trabalho que durou 12 anos.

Antes de David, eram duas as facetas do Hulk conhecida dos leitores: a do gigante mau, que representava o lado obscuro da personalidade dos homens tal qual a história que inspirara Stan Lee, "O Médico e o Monstro", e que só se humanizava com a ajuda do adolescente Rick Jones. E a da fase de Roy Thomas, na qual o Hulk obtivera uma personalidade infantil, que só queria um lugar para ficar livre da perseguição dos seres humanos ou "homenzinhos", ideia usada até a exaustão pelo roteirista Bill Mantlo.

David retomou o lado rude e 'sacana' do personagem, aproveitando a caracterização dada pelo desenho detalhista de Todd McFarlane, mudando-lhe todavia a origem: a causa dessa maldade era a raiva reprimida de Bruce Banner, que fora vítima quando criança de um pai psicótico. Com essa mudança, ele reintroduziria o psiquiatra Doc Samson nas histórias, aproveitando também o antigo interesse do médico em Betty Banner.

Na década de 90, entra na DC Comics, onde assume o título de Aquaman, cuja fase é considerada uma das melhores do personagem. Essa mostra um Arthur Curry mais arrogante e falho, dando assim um ar mais realista para o personagem que já era considerado um tanto quanto cômico na editora. Apesar de ter críticas mistas, essa é considerada por alguns fãs como a melhor fase do personagem.

Outras contribuições importantes do escritor nessa fase do Hulk foi a do casamento de Rick Jones e a criação do Maestro, um Hulk do futuro que se tornaria uma espécie de super-tirano (na Graphic novel "Futuro Imperfeito", com desenhos de George Perez).

Dono de uma obra prolífica, escreveu ainda histórias do Capitão Marvel, Supergirl, Fallen Angel, Madrox, Wolverine, O Fantasma, X-Factor, Justiça Jovem, entre outros.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Peter David
Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.