Polydontes sobrina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPolydontes sobrina
P. sobrina (Férussac, 1819), em um museu e em vista inferior.

P. sobrina (Férussac, 1819), em um museu e em vista inferior.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Clado: clado Heterobranchia
clado Euthyneura
clado Panpulmonata
clado Eupulmonata
clado Stylommatophora
grupo informal Sigmurethra
Classe: Gastropoda
Superfamília: Helicoidea
Família: Pleurodontidae
Género: Polydontes
Montfort, 1810[1]
Espécie: P. sobrina
Nome binomial
Polydontes sobrina
(Férussac, 1819)[2]
Sinónimos
Polydontes crassilabris Férussac[2]

Polydontes sobrina é uma espécie de gastrópode terrestre neotropical da família Pleurodontidae (antes entre os Camaenidae). Foi nomeada por Férussac, em 1819[2] (alguns citam a data 1821).[3] É nativa do Caribe.[2][4]

Descrição da concha e hábitos[editar | editar código-fonte]

Esta espécie apresenta conchas circulares, quando vistas por cima ou por baixo, arredondadas lateralmente e amarronzadas devido a seu perióstraco; com 4.5 centímetros de diâmetro, quando desenvolvidas. São caracterizadas por sua superfície com finas lamelas de crescimento, espiral baixa, cônica e arredondada, não formando um ângulo entre a parte superior e inferior da concha, e pela ausência de umbílico. Lábio externo engrossado e de coloração branca, sem projeções dentiformes em seu interior (Henry Augustus Pilsbry chamou-lhe "thick-lipped polydont"). Curiosamente possuem o hábito de amputar o final de seu pé (dispositivo de locomoção ventral) como tática de fuga.[4][5][3]

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

Polydontes sobrina é uma espécie endêmica do leste de Cuba, ocorrendo nas províncias de Santiago de Cuba e Guantánamo, mas também ocorrendo em Mayarí e Baracoa.[2][4]

Referências

  1. Gray, John Edward (1847). «A List of the Genera of Recent Mollusca: Their Synonyma and Types» (em inglês). Google Books. 172 páginas. Consultado em 27 de junho de 2016 
  2. a b c d e Instituto de Ecología y Sistemática (Academia de Ciencias de Cuba) Instituto de Oceanología (Academia de Ciencias de Cuba) Universidad de Oviedo. (1999). «Avicennia : revista de ecología, oceanología y biodiversidad tropical, supl.2» (em espanhol). Biodiversity Heritage Library. 122 páginas. Consultado em 27 de junho de 2016. Distribución: Bosques húmedos de los alrededores de las ciudades de Santiago de Cuba, Guantánamo, Baracoa y otras localidades de la antigua provincia de Oriente. 
  3. a b «CAMAENIDAE» (em inglês). Worldwide Conchology. 1 páginas. Consultado em 27 de junho de 2016. Polydontes sobrina (Féussac, 1821) - Cuba, 60mm - One of the largest and most solid of the Polydontes species on Cuba. Similar to P. imperator, but lacks the lumpy dentition around the inner peristome of that species. 
  4. a b c Sáez, José Espinosa; Rato, Jesús Ortea; Larramendi, Julio A. «Polydontes» (em espanhol). Moluscos terrestres de Cuba (EcuRed). 1 páginas. Consultado em 27 de junho de 2016 
  5. Pilsbry, Henry A. (outubro 1938). «The cuban species of Polydontes» (em inglês). The Nautilus Vol. 51(2) (Biodiversity Heritage Library). pp. 38–41. Consultado em 27 de junho de 2016 


Ícone de esboço Este artigo sobre gastrópodes, integrado no Projeto Invertebrados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.