Porco-formigueiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: "Aardvark" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Aardvark (desambiguação).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPorco-formigueiro
(Orycteropus afer)
Ocorrência: Mioceno Inferior–Recente
Porc formiguer.JPG
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Superordem: Afrotheria
Ordem: Tubulidentata
Família: Orycteropodidae
Gray, 1821
Género: Orycteropus
G. Cuvier, 1798
Espécie: O. afer
Nome binomial
Orycteropus afer
(Pallas, 1766)
Distribuição geográfica
Aardvark area.png

O porco-formigueiro, aardvark ou porco-da-terra [2][3][4][5] (nome científico: Orycteropus afer) é um mamífero africano, o único representante vivo da ordem Tubulidentata, da família Orycteropodidae e do género Orycteropus (oricteropo ou orictéropo).[6][7] Distribui-se por todas as planícies e savanas do sul de África. O nome aardvark, pelo qual o porco-formigueiro é conhecido em vários países, significa literalmente "porco-da-terra" em africâner (aarde, "terra", e vark, "porco"), mas este animal não está relacionado com a família dos suídeos (verdadeiros porcos).

Na Guiné-Bissau, o porco-formigueiro é também conhecido por timba e em Angola por jimbo.[5][2]

-Distribuição e habitat

Os porcos-da-terra são encontrados na África subsaariana, onde há habitat adequado (savanas, pastagens, bosques e matagais) e alimentos (ou seja, formigas e cupins) disponíveis. [12]  Eles passam as horas do dia em tocas escuras para evitar o calor do dia. [28]  O único habitat importante em que não estão presentes é a floresta pantanosa, já que o lençol freático alto impede a escavação a uma profundidade suficiente. [1]  Eles também evitam terrenos rochosos o suficiente para causar problemas com a escavação. [29]  Eles foram documentados até 3.200 metros (10.500 pés) na Etiópia.  Eles estão presentes em toda a África Subsaariana até a África do Sul, com poucas exceções, incluindo as áreas costeiras da Namíbia, Costa do Marfim e Gana.  Eles não são encontrados em Madagascar. [1]

Características[editar | editar código-fonte]

É um animal de médio porte que pode pesar entre 40 a 100 kg. Tem uma pele espessa e de cor amarelada a acastanhada, revestida por poucos pelos, e orelhas compridas e bicudas. A dentição do oricteropo é única na classe dos mamíferos e o motivo pelo qual são classificados numa ordem à parte. O adulto tem 20 dentes distribuídos segundo a fórmula 0/0 0/0 2/2 3/3, constituídos por dentina e com uma cavidade tubular. Os dentes não são revestidos e desgastam-se; para compensar os dentes crescem continuamente. A língua, vermiforme, tem uma superfície pegajosa e pode chegar a ter 30 centímetros. Os porcos-formigueiros consomem ocasionalmente outros insectos, pequenos roedores e frutos mas a sua alimentação base é composta de térmitas e formigas. Para comerem estes insectos e como protecção contra predadores, os porcos-formigueiros desenvolveram uma capacidade excelente para escavar buracos e túneis no subsolo e podem enterrar-se completamente no solo em menos de um minuto.

Ecologia[editar | editar código-fonte]

São animais noturnos e solitários que não mantêm territórios, deslocando-se com frequência dentro do seu habitat em busca de fontes de alimento. Apenas fêmeas mantêm morada fixa e mesmo assim só durante a época de reprodução, que varia de acordo com a latitude em que vivem. A gestação dura em média 7 meses e resulta numa única cria, embora tenham sido registados nascimentos de gémeos. As crias nascem dentro de tocas e mantêm-se escondidas por várias semanas. Aos seis meses, o oricterope começa a alimentar-se sozinho e a maturidade sexual é atingida aos dois anos.

Habitat[editar | editar código-fonte]

Os porcos-formigueiros, vivem principalmente em chaparrais, mas podem viver em qualquer lugar onde se encontrem térmitas, desde savana áridas a florestas tropicais húmidas.

Conservação[editar | editar código-fonte]

Graças à sua preferência alimentar por cupins, estabelecem um equilíbrio importante nas populações destes insetos sendo os buracos que cavam em busca de alimento utilizados por diversas espécies como refúgio.

A ordem Tubulidentata surgiu no Miocénico inferior, no atual Quénia.

Acreditava-se que os porcos-da-terra tivessem um número decrescente, [6] no entanto, isso possivelmente se devia ao fato de não serem vistos imediatamente. [1] Não há contagens definitivas por causa de seus hábitos noturnos e secretos; no entanto, seus números parecem estar estáveis ​​em geral. Eles não são considerados comuns em qualquer lugar da África, mas devido à sua grande variedade, eles mantêm um número suficiente. Pode haver uma ligeira diminuição nos números no leste, norte e oeste da África. Os números da África Austral não estão diminuindo. Recebe uma designação oficial da IUCN como menos preocupante

Mitologia Egípcia[editar | editar código-fonte]

Na mitologia egípcia, o deus Set, irmão de Osíris era representado como tendo um corpo humano e cabeça de um Orycteropus afer.

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Os porcos-formigueiros também aparecem na cultura popular:

  1. Arthur (desenho)
  2. A Formiga e o Oricteropo
  3. Um dos animais do African Adventure
  4. Cerebus the Aardvark, série em quadrinhos
  5. Muhanga, personagem recorrente da série animada A Guarda do Leão, da Disney

Referências

  1. Lindsey, P.; Cilliers, S.; Griffin, M.; Taylor, A.; Lehmann, T.; & Rathbun, G. (2008). Orycteropus afer (em inglês). IUCN 2012. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2012 . Página visitada em 22 de dezembro de 2012..
  2. a b Boletim cultural de Guiné Portuguesa. [S.l.: s.n.] 1 de janeiro de 1951 
  3. Moçambique, Sociedade de Estudos de (1 de janeiro de 1960). Boletim. [S.l.: s.n.] 
  4. «Nomes comuns de animais em português». DicionarioeGramatica.com 
  5. a b «Grande Dicionario Houaiss». houaiss.uol.com.br. Consultado em 3 de dezembro de 2016 
  6. «Oricteropo». Dicionário Houaiss. Consultado em 29 de Agosto de 2009 
  7. "Orictéropo", Dicionário Aurélio.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies