Poté

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Poté
Vista parcial da cidade de Poté

Vista parcial da cidade de Poté
Bandeira de Poté
Brasão de Poté
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 17 de dezembro de 1938
Gentílico poteense
Prefeito(a) Gildésio Sampaio de Oliveira (PRB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Poté
Localização de Poté em Minas Gerais
Poté está localizado em: Brasil
Poté
Localização de Poté no Brasil
17° 48' 25" S 41° 47' 09" O17° 48' 25" S 41° 47' 09" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Vale do Mucuri IBGE/2008 [1]
Microrregião Teófilo Otoni IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Ladainha, Teófilo Otoni, Itambacuri, Malacacheta e Franciscópolis.
Distância até a capital 492 km
Características geográficas
Área 632,692 km² [2]
População 15 668 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 24,76 hab./km²
Altitude 549 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,642 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 64 139,982 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 218,07 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.pote.mg.gov.br

Poté é um município brasileiro do estado de Minas Gerais com cerca de 16 mil habitantes em uma área de 632.692 m².

História[editar | editar código-fonte]

A lei estadual 556 de 30 de agosto de 1911 criou o distrito de Poté, subordinado ao município de Teófilo Otoni. Em 17 de dezembro de 1938 foi sancionado o decreto-lei estadual 148 que criou o município de Poté.[6]

Religião[editar | editar código-fonte]

Como na maioria das pequenas cidades brasileiras, a religião predominante é o Cristianismo (Católicos, em sua maioria).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2006 é de 15.206 habitantes. O município está localizado no vale do Mucuri e seu território é contemplado por parte da Mata Atlântica, sendo também uma região rica em minerais, como o calcário. Estima-se que em Poté existam reservas de calcário de grande potencial. Possui solo fértil e lençóis freáticos em abundância.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

  • MG-217 - Liga Malacacheta a Teófilo Otoni

Bairros[editar | editar código-fonte]

  • Bairro Eldorado
  • Centro
  • Floresta
  • Jardim Alvorada
  • Maristela
  • Nossa Senhora das Graças
  • Nova Floresta
  • São Vicente de Paula
  • Sofia Colen
  • Vila Ramos
  • Vila Paula

Distritos[editar | editar código-fonte]

  • Valão - a 18 km do perímetro urbano da cidade, na rodovia MG-217, a caminho de Teófilo Otoni.
  • Sucanga - a 12 km da cidade.
  • Existem pequenos vilarejos como São Miguel, Sagrado Coração, Valãozinho, e alguns à margem de rios como Córrego Paranã, Córrego Recreio, Quarta-feira, Ribeirão Santa Cruz, Ribeirão Água Limpa, etc.

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Poté». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 7 de julho de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.