Ray-Ban

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ray Ban)
Ir para: navegação, pesquisa
Ray Ban
Tipo Subsidiária
Slogan Me and my Ray-Ban (2003)
(Eu e meu Ray-Ban)
Empower your vision (2004)
(Dê poder à sua visão)
Change your View (2005)
(Mude a sua visão)
Never Hide (2006)
(Nunca se esconda)
Não siga tendência, siga seu estilo
(Brasil)
Fundação 1937 (Rochester, E.U.A.)
Fundador(es) Lester Belisario
Sede Milão, Itália
Área(s) servida(s) 130 países
Proprietário(s) Luxottica
Presidente Leonardo Del Vecchio
Pessoas-chave Andrea Guerra
(Diretor executivo)
Produtos Óculos de sol e óculos de grau
Lucro US$ 1.5 bilhões (estimado)
Website oficial www.ray-ban.com

Ray-Ban é uma marca de óculos de sol e óculos de grau, fundada em 1937 pela companhia norte-americana Bausch & Lomb.[1][2] A marca tornou-se famosa por seus modelos de óculos de sol Wayfarer e Aviator. Em 1999, a Bausch & Lomb vendeu a marca para o grupo óptico italiano Luxottica, por supostos 640 milhões de dólares.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Óculos de grau da Ray-Ban

Em 1929, o Coronel do Corpo Aéreo do Exército dos Estados Unidos, John A. Macready, trabalhou com a Bausch & Lomb, uma fabricante de equipamentos médicos com sede em Nova York, para criar óculos de sol da aviação que reduzissem a distração causada nos pilotos ​​pelos intensos tons de azul e branco do céu.[4][5][6] Especificamente, MacCready estava preocupado com a forma como os óculos dos pilotos embaçavam, reduzindo drasticamente sua visibilidade em grandes altitudes.[7] O protótipo, criado em 1936 e conhecido como 'Anti-Glare' (Anti-Brilho), tinha armação de plástico e lentes verdes que conseguiam cortar o brilho sem obscurecer a visão. Em 1938 também foram adicionadas lentes resistentes a impacto.[8] No ano seguinte, os óculos de sol foram redesenhados com uma armação de metal e patenteados como Ray-Ban Aviator.[7] De acordo com a BBC, os óculos usavam "lentes Kalichrome projetadas para aprimorar os detalhes e minimizar a neblina, filtrando a luz azul, tornando-os ideais para condições enevoadas".[7]

Em 1999, a divisão Global Eyewear Division da Bausch & Lomb, incluindo a Ray-Ban, foi adquirida pelo grupo Luxottica por US$ 640 milhões.[3]

Modelos de óculos de sol[editar | editar código-fonte]

O General Douglas MacArthur usando o modelo Aviator da Ray-Ban em 1944

Os óculos de sol mais populares da Ray-Ban são os modelos Wayfarer e Aviator.[7][9][10] Durante a década de 1950, a Ray-Ban lançou o modelo Caravans, que tinha um armação mais quadrada. Em 1965, os modelos Olympian I e II foram introduzidos; eles tornaram-se popular quando Peter Fonda os usou no filme de 1969 Easy Rider.[11] A empresa também produziu modelos de edição especial, como o The General em 1987, que se assemelha aos Aviators originais usados ​​pelo general Douglas MacArthur durante a Segunda Guerra Mundial.[8]

Referências

  1. «The Ray Ban Story» (em inglês). Urban Optiques. Consultado em 29 de outubro de 2013 
  2. «Ray-Ban Website» 
  3. a b «Company News: Bausch & Lomb Selling Sunglass Business to Luxottica» (em inglês). The New York Times. 29 de abril de 1999. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  4. Kennedy Pagan (3 de agosto de 2012). Who Made Those Aviator Sunglasses?. Nova Iorque: The New York Times Company. The New York Times (em inglês). Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  5. «The Best Ever Ray-Bans» (em inglês). Men's Health. 5 de maio de 2012. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  6. David Choi (6 de junho de 2016). «You can thank the US military for the world's most famous sunglasses» (em inglês). Business Insider France. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  7. a b c d Katya Foreman (8 de julho de 2015). «The enduring appeal of aviator sunglasses» (em inglês). BBC. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  8. a b Nina Hyde (24 de maio de 1987). «Fashion Notes» (em inglês). The Washington Post. Consultado em 6 de janeiro de 2018 
  9. Charlote Williamson, Maggie Davis (2007). 101 Things to Buy Before You Die (em inglês) ilustrada ed. África do Sul: New Holland Publishers. ISBN 9781845378851. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  10. Donovan A. Shilling (2011). A Photographic History of Bausch + Lomb (em inglês). .E.U.A.: Pancoast Publishing. ISBN 9780983849605. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  11. PLOTTIFY.tumblr.com (18 de novembro de 2014). «Mad Men Don Draper Meets Peter Fonda in Easy Rider (1969)» (em inglês). Moviepilot. Consultado em 7 de janeiro de 2018 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]