Richard A. Muller

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Richard A. Muller
Nascimento 6 de janeiro de 1944 (74 anos)
São Francisco
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade Columbia, Universidade da Califórnia em Berkeley
Ocupação físico, autor
Prêmios Prêmio MacArthur, Prêmio Alan T. Waterman
Empregador Universidade da Califórnia em Berkeley
Página oficial
http://muller.lbl.gov/

Richard A. Muller (Nova York, 6 de janeiro de 1944) é um físico estadunidense, professor aposentado na Universidade da Califórnia em Berkeley. É um dos membros do Supernova Cosmology Project.

Dentre suas realizações está a descoberta do cosseno cósmico do projeto microondas 3k, que foi utilizado por seu assistente George Smoot para descobrir a anisotropia intrínseca, que lhe rendeu o Nobel e outros prêmios.[1]

Inicialmente um cético, em março de 2011 ele testemunhou no Comitê de Ciência, Espaço e Tecnologia da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos que os dados preliminares até então obtidos confirmavam a tendência geral do aquecimento global.[2] Em 28 de julho de 2012 ele foi bem específico ao afirmar: "a causa é inteiramente humana".[3]

Referências

  1. «Who is Richard Muller?». Quora. 5 de março de 2016. Consultado em 12 de abril de 2016. 
  2. Lauren Morello (31 de março de 2011). «Study of Temperature Data Confirms Warming Trend, Scientist Tells House Panel». The New York Times. Consultado em 12 de abril de 2016. 
  3. Richard A. Muller (30 de julho de 2012). «The conversion of a climate change skeptic». New York Times. Consultado em 12 de abril de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cientista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.