Supernova Cosmology Project

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Supernova Cosmology Project é um de dois grupos de pesquisas que procuram determinar a probabilidade da Aceleração do Universo e por consequência a constante cosmológica, usando os dados do desvio para o vermelho das supernovas tipo Ia.[1]

O projeto é liderado por Saul Perlmutter do Laboratório Nacional de Lawrence Berkeley, with members from Austrália, Chile, França, Portugal, Espanha, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos.

Esta descoberta foi considerada a "Revelação do Ano em 1998" pela Science Magazine[2] e, junto ao High-Z Supernova Search Team, a equipe do projeto venceu em 2007 o Prêmio Gruber de Cosmologia[3]; em 2015 ganhou o Fundamental Physics Prize.[4]

Em razão deste trabalho em 2011 Perlmutter foi agraciado com o Prêmio Nobel de Física, ao lado de Adam Riess e Brian P. Schmidt da equipe do High-Z.[5]

Membros do projeto[editar | editar código-fonte]

Os membros do grupo são:[4][6]

Referências

  1. Goldhaber, Gerson (2009). «The Acceleration of the Expansion of the Universe: A Brief Early History of the Supernova Cosmology Project (SCP)». AIP Conference Proceedings. 1166. 53 páginas. doi:10.1063/1.3232196 
  2. James Glanz (18 de dezembro de 1998). «Cosmic Motion Revealed». Science 282(5397), 2156-2157. Consultado em 12 de abril de 2016 
  3. Institucional (2007). «Press Release 2007». Gruber Foundation Prize in Cosmology. Consultado em 12 de abril de 2016 
  4. a b Institucional (9 de novembro de 2014). «Recipients Of The 2015 Breakthrough Prizes In Fundamental Physics And Life Sciences Announced». Breakthrough Prizes. Consultado em 12 de abril de 2016. Arquivado do original em 13 de setembro de 2016 
  5. Jason Palmer (4 de outubro de 2011). «Nobel physics prize honours accelerating Universe find». BBC News. Consultado em 12 de abril de 2016 
  6. Gruber Foundation: Saul Perlmutter & the Supernova Cosmology Project

Ligações externas[editar | editar código-fonte]