Takaaki Kajita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Takaaki Kajita Medalha Nobel
Nascimento 9 de março de 1959 (63 anos)
Higashimatsuyama
Residência Japão
Cidadania Japão
Alma mater
Ocupação físico, professor(a) universitário(a), investigador(a)
Prêmios Prêmio Bruno Rossi (1989), Prêmio Nishina (1999), Prémio Panofsky (2002), Prêmio Julius Wess (2013), Nobel de Física (2015)
Empregador Universidade de Tóquio, Institute for Cosmic Ray Research
Instituições Center for Cosmic Neutrinos at the Institute for Cosmic Ray Research (ICRR)
Página oficial
http://www.ipmu.jp/takaaki-kajita

Takaaki Kajita (梶田 隆章 Kajita Takaaki?, 9 de março de 1959) é um físico japonês, especialista em experiências envolvendo neutrinos no Observatório de Kamioka.

Recebeu em 2002 o Prémio Panofsky e em 2013 o Prêmio Julius Wess.[1] Em 2015 foi distinguido com o Nobel da Física em conjunto com o canadiano Arthur Bruce McDonald, por experiências que provaram que os neutrinos têm massa.[2]

Referências

  1. «Julius Wess-Preis 2013» (em alemão). Consultado em 7 de dezembro de 2016 
  2. «The Nobel Prize in Physics 2015» (em inglês). Fundação Nobel. Consultado em 6 de outubro de 2015 

Precedido por
Shuji Nakamura, Isamu Akasaki e Hiroshi Amano
Nobel de Física
2015
com Arthur Bruce McDonald
Sucedido por
Duncan Haldane, David Thouless e John Michael Kosterlitz
Ícone de esboço Este artigo sobre engenheiro(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.