Heinrich Rohrer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
Heinrich Rohrer Medalha Nobel
Física
Nacionalidade Suíça Suíço
Nascimento 6 de junho de 1933
Local Buchs
Morte 16 de maio de 2013 (79 anos)
Local Wollerau
Cônjuge Rose-Marie Egger
Atividade
Campo(s) Física
Conhecido(a) por Microscópio de corrente de tunelamento
Prêmio(s) Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1986), Medalha Elliott Cresson (1987)[1], National Inventors Hall of Fame

Heinrich Rohrer (Buchs, Suiça, 3 de junho de 1933Wollerau, Suiça, 1 de maio de 2013) foi um físico suíço que teve como maior contribuição para a ciência a criação, junto de Gerd Binnig do microscópio de corrente de tunelamento (STM) o qual rendeu aos dois metade do prêmio Nobel de Física de 1986.

Viveu no campo até 1949, quando sua família mudou-se para Zurique. Na cidade, decidiu estudar física e permaneceu durante 10 anos no Swiss Federal Institute of Technology, onde graudou-se e obteve seu Ph.D. sob a orientação de Jörgen Lykke Olsen.

Em 1961, casou-se com Rose-Marie Egger, e acabou mudando-se para os Estados Unidos, onde permaneceu dois anos fazendo seu pós doutorado, trabalhando com o grupo de Bernie Serin, na Rutgers University, Nova Jersey.

Em 1963, retornou para Zurique e trabalhou no IBM Reaserch Laboratory, laboratório que acabara de ser fundado. Nos primeiros anos Rohrer estudou sistemas Kondo, diagramas de fases magnéticos e um antiferromagnético GdAlO3.

Entre 1974/1975, foi para University of California em Santa Barbara, para ter um pouco de contato com a ressonância magnética nuclear.

Em 1978, Rohrer convenceu Binnig a entrar no IBM Research Laboratory e iniciaram seu trabalho estudando pequenos defeitos na superfície do silicone. Construiram em 1981 seu primeiro microscópio de corrente de tunelamento, que permitiu a observação na escala atômica, e lhes rendeu metade do prêmio Nobel de Física de 1986, dividido com Ernst Ruska.

Referências

  1. «Laureates» (em inglês). The Franklin Institute. Arquivado desde o original (pdf) em 1 de julho de 2015. Consultado em 1 de julho de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Klaus von Klitzing
Nobel de Física
1986
com Ernst Ruska e Gerd Binnig
Sucedido por
Johannes Georg Bednorz e Karl Alexander Müller


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.